Seculo

 

Globo X futebol


20/03/2017 às 22:40
 
 
Recentemente, me deparei com uma coisa chata na TV. A transmissão incompleta de um jogo de futebol, de times capixabas. O jogo estava sendo transmitido pela afiliada da Globo no Estado, a TV Gazeta.
 
É a teimosia em persistir em apoiar o futebol capixaba. Mas apoiar desse jeito, é melhor não apioar. Foi de amargar. Transcorria o jogo, um clássico, o derby do futebol capixaba, Desportiva X Rio Branco. 
 
Quase no final da peleja, o espetáculo estava no clímax. Jogo empatado, times atacando em busca da vitória e, de repente, o jogo é cortado abruptamente para entrar o Domingão do Faustão. Prioridade é a rede, principalmente na Rede Globo. É assim e sempre foi e até o meu neto Enrico já sabe disso.
 
E o coitado do torcedor capixaba que via o jogo, na ânsia de alguém desempatar nos minutos finais, não soube mais nada naquele momento. Somente horas depois. Eu pergunto: para que transmitir jogos capixabas numa rede como a Globo? Projeção? Audiência? Prestígio? Ou decepção?  É mais uma peça do nosso futebol.
 
Que fique a lição. Não brinquem com a Globo pois ela brinca com a gente e o nosso futebol continua cada vez pior. E não me venham que é falta de apoio, pois já apoiamos muito e nada aconteceu. Nenhum time fez bonito em lugar nenhum nos últimos dez anos. Ou será que estou equivocado?
 
 
PARABÓLICAS
O compositor capixaba Bruno Caliman, depois de Domingo de Manhã, está emplacando outro sucesso com Marcos e Belutti
 
Nossa Mônica Camilo encontrou seu paraíso no rádio. A Rádio Cidade proporciona a radialista o tamanho exato para ela extravasar sua versatilidade 
 
A Rádio Universitária está demorando a pegar de volta seu velho pique após a invasão dos estudantes que bagunçaram a emissora
 
Duas excelentes repórteres em ação na TV Vitória: Ana Carolina e Francine Leite. Vale a pena vê-las em ação
 
MENSAGEM FINAL
O que conta não é necessariamente o tamanho do cão na briga - é o tamanho da luta no cão. Dwight Eisenhower

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
CMV
Blindagem coletiva

Greve dos professores não reforçou apenas o perfil antidemocrático do prefeito, mas também a omissão da Câmara de Vitória. Só Roberto Martins enxerga o óbvio?

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

STF mantém interrupção de pagamento de gratificação a procuradores de Justiça no ES

Blindagem coletiva

Que novo é esse?

Professores encerram greve, mas movimento reivindicatório continua em Vitória

MAB: 'Falta organização e profissionalismo na Fundação Renova'