Seculo

 

Perder peso ou emagrecer?


06/04/2017 às 13:02
Você deve estar se perguntando: mas não é a mesma coisa? Não, são duas coisas distintas. Perder peso você perde por vários fatores, inclusive por doenças, mas emagrecer é um processo bem mais elaborado e seguro.
 
Já ouviu falar em magro para sempre? Tem gente que acha que é impossível, mas é porque, antes de pensar em dieta, as pessoas precisam entender o que fazer para ser magro. Você pode emagrecer sem perder peso e perder peso sem emagrecer.
 
Um homem com 1,80 m de altura e 100 kg pode ser magro, enquanto outro de mesma altura e peso pode estar a caminho de obesidade mórbida. Qual a diferença? A composição desse peso. Esta é a chave entre emagrecer e perder peso. O primeiro, tem muito mais massa muscular, que é uma usina de queimar energia, enquanto o segundo tem uma taxa de gordura no corpo muito mais alta, talvez mais até do que músculos.
 
A maioria das pessoas foca na perda de peso e, com isso, acaba usando métodos impróprios para a preservação da saúde. Na grande maioria dos casos, as pessoas não engordam do dia para a noite. É um processo lento e gradual, mas que, justamente por isso, acaba não sendo percebido, a não ser quando a pessoa começa a não aguentar brincar com o filho, subir escadas e começa a atribuir isso ao fator idade.
 
Se engordam lentamente, por que querem perder peso rápido? Os motivos são diversos: desespero, pressão do grupo, comparação com o outro, perda da auto-estima são algumas das razões para essa atitude, que acaba sendo prejudicial à saúde.
 
Já perceberam que a maioria das mulheres relata que engordou depois da primeira gravidez? Muitas vezes, é porque a mulher, quando engravida, repete velhos hábitos alimentares de suas mães, avós e bisavós. Minha avó Eunice contava que, quando tinha filho, passava 40 dias de resguardo comendo galinha gorda com farinha de milho. Tradição da roça! Agora, imagina manter esse hábito combinado com uma vida sedentária das cidades!
 
Não é incomum a pessoa me ligar e dizer: “Lídia, tenho um casamento daqui a 30 dias e quero emagrecer 8 kg para entrar no vestido da festa”. Já vi gente falando em perder 10 kg em uma semana. Vamos falar sério: ninguém vai ficar saudável fazendo uma loucura dessas. E, se a nutri não ajuda, a pessoa vai lá, arranja alguém que lhe faça uma fórmula e “seca”. Literalmente. Depois, vem o efeito bumerangue e engorda 20 kg. Pior: engorda mesmo, com gordura.
 
Vamos estabelecer um parâmetro claro: emagrecer significa eliminar gordura. Ser gordo equivale a ter muita gordura no corpo. O grande desafio da humanidade é que os hábitos alimentares adquiridos nos últimos 40 a 50 anos, baseados em uma dieta rica em carboidratos simples, levou a uma epidemia mundial de obesidade.
 
Se você não se alimenta de forma adequada, distribuindo porções de vegetais (50%), proteínas magras (25%) e carboidratos bons (25%) no seu prato, e não intercala as refeições com lanches leves e equilibrados, muito provavelmente vai exagerar nas refeições principais e começar a fazer “reservas de gorduras” para transformar em energia durante os períodos de jejum prolongado.
 
Se quiser emagrecer e ser magro para sempre, comece mudando sua mentalidade e troque a balança pela fita métrica. Existe um ditado que diz que quanto maior o abdômen mais apertado o coração e menor o cérebro. Mulheres não devem ter mais de 88 cm de medida abdominal, que é o limite. O ideal é abaixo de 80 centímetros. E homem deve ter abaixo de 94cm, com uma faixa limite até 102cm. Acima disso já começa a colocar em sério risco sua saúde cardiovascular.
 
Barriga acentuada é sinônimo de taxa alta de gordura visceral, o maior inimigo dos órgãos vitais, como fígado, rins e coração. Homem, então, é especialista nesse assunto. Quando engorda concentra gordura na faixa da cintura, porque tem maior percentual de massa magra (músculos) do que a mulher.
 
O médico nutrólogo e especialista em controle de obesidade, Dr. Nataniel Viuniski, publicou recentemente um artigo em que dá 5 dicas para reduzir a gordura visceral. Vou reproduzir aqui, porque são muito práticas e objetivas:
 
O mais frequentemente possível, faça exercício regular, aeróbico e anaeróbico, incluindo caminhada, dança, natação e ciclismo. Especialistas indicam no mínimo 150 minutos de atividades físicas por semana, de forma regular, em pelo menos cinco dias.
 
Aumente o consumo de proteína magra, de alto valor, como soja, ovo, carne magra e soro do leite.
 
Inclua em sua dieta diária boas fontes de fibras, vitaminas, minerais e fitonutrientes com propriedades antioxidantes. Ou seja, faça alimentações coloridas. Carboidratos bons, aqueles de baixa glicemia (veja a coluna em que falei sobre isso) também são muito importantes.
 
Evite o excesso de calorias de açúcares simples, bebidas adocicadas, alimentos gordurosos e álcool.
 
Finalmente, lembre-se de controlar o estresse e ter uma rotina de sono de qualidade.
 
Eu desejo, sinceramente, que você se conscientize de que 80% de sua vida saudável virá de uma alimentação equilibrada e 20% de atividades físicas regulares, e que isso é reflexo de 100% de boa atitude, com zero de desculpas.
 
Vou dedicar a coluna da próxima semana a falar “por que engordamos”. Então, você vai poder fazer uma conexão entre os dois temas.
 

Lídia Caldas é nutricionista pela Faculdade Católica de Vitória, especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho (RJ) e gestora de Unidade de Alimentação e Nutrição. Fale com a nutri: lidiarncaldas@gmail.com 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mais um 'lote'

Depois de conseguir o controle do PSDB e retomar o do DEM, Hartung se volta para um antigo aliado: o PDT

OPINIÃO
Piero Ruschi
Perseguição à honra de Ruschi
Infelizmente, de nada valeram meus 14 anos de contribuição mediante a minha postura de defender o Museu Mello Leitão, criado por meu pai
Renata Oliveira
Cidadãos ilustres
Assembleia deve tomar cuidado com suas medalhas, pois os homenageados de hoje podem ser os apedrejados de amanhã
Gustavo Bastos
Bancas de jornal
A banca de jornal, hoje, é um mundo que tem tudo
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
Caetano Roque
Agora é tarde
Não adianta a bancada fazer discurso a favor do trabalhador se ela votou quase à unanimidade a favor do impeachment
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Mais um 'lote'

Operação da Polícia Federal pune empresa que lançava esgoto in natura no Rio Doce

MPES quer reinclusão do fundador da Imetame em ação de improbidade

PDT realiza convenção estadual em dezembro de olho em 2018

Empresários já pressionam Câmara de Vitória por 'ajustes'