Seculo

 

Representantes de ocupação e prefeitura discutem saída para famílias em Padre Gabriel


08/04/2017 às 18:56
Representantes da ocupação de um terreno em Padre Gabriel e da Prefeitura de Cariacica irão se reunir nesta segunda-feira (10) para discutir uma solução para as 40 famílias que vivem no local. Os moradores esperam que o município ofereça alternativas para que eles deixem a área, como concessão de auxílio-moradia. “Até então, queriam colocar a gente na rua de qualquer jeito”, diz José Maria da Silva, membro da comissão de moradores que representa a comunidade em reuniões com o poder público. 
Uma ação de reintegração de posse determinada para acontecer nessa sexta-feira (6) foi suspensa após uma reunião entre prefeitura e o 7° Batalhão da Polícia Militar, que alegou falta de estrutura para cumprir a decisão. A comunidade recebeu a informação com alívio, conta José Maria. 
 
“Recebemos bem, porque aguardávamos que a ação iria acontecer. Estava tudo contra nós, agora está a favor. O povo está alegre por não ter acontecido. As pessoas que estão aqui é porque realmente precisam. Não tinham outra opção que não resistir”, diz, sobre as famílias que resolveram permanecer no local. Aposentado, José Maria mora há três anos no terreno com a filha de 38 anos. Antes, morava de aluguel no mesmo bairro. Segundo diz, sofria muito para pagar os R$ 400 mensais pela casa.
 
A ocupação iniciou-se em fevereiro de 2014 e um terreno de propriedade do município que abriga uma edificação deteriorada em que funcionaria o Núcleo de Saúde da Família (NSF). A reportagem entrou em contato com a prefeitura e perguntou se há projetos para abrigar as famílias, para retomar a construção do NSF e, se não, para dar alguma destinação ao terreno. Não houve retorno.
 
Enquanto isso, no último dia 3, o juiz Paulo César de Carvalho, da Vara da Fazenda Pública Estadual, deferiu pedido de liminar, em Ação Civil Pública proposta pela Defensoria Pública Estadual, determinando que o Estado e o município realizem pagamento de Aluguel Cidadão às 40 famílias que permanecem no local.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook/Eliana
Território político

Inferno astral do prefeito de Linhares, Guerino Zanon, deixa o campo aberto para a deputada estadual Eliana Dadalto

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
Eliza Bartolozzi Ferreira
Políticas de retrocesso
Dados educacionais do governo Paulo Hartung são alarmantes
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Território político

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

TJES adia pela quinta vez processo de Dr. Hércules sobre dívida de campanha

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas