Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos não tem estrutura para atender à população


15/04/2017 às 17:37
O Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sindipol-ES) fez uma inspeção na Delegacia de Furtos e Roubos (DFRV) de Vitória, na última semana, e se deparou com a unidade lotada de vítimas de roubos que aguardavam por atendimento. O aumento no número de casos de furtos e roubos, combinado com o baixo efetivo de policiais, atenuou a lotação na delegacia.

No momento em que os representantes da entidade chegaram na delegacia, as próprias vítimas distribuíam senhas para organizar o atendimento, já que havia apenas um policial civil para a confecção de ocorrências.

No local em que são realizadas as perícias, há um acúmulo de motos empoeirada que estão no local por falta de efetivo para dar vazão às análises que precisam ser feitas.

Essa precariedade nas unidades policiais – que prejudicam o atendimento às vítimas e os policiais, por conta do ambiente insalubre – se repete em outras delegacias. Nas semanas anteriores, o sindicato havia feito outra inspeção, desta vez na DFRV da Serra, mais especificamente no pátio de Alterosas, para onde são encaminhados veículos apreendidos.

Na inspeção, os representantes do Sindipol constataram que o pátio não tem condições de receber os veículos que chegam ao local diariamente. Muitos desses veículos já se acumulam na parte administrativa da DFRV, que é a responsável pelo pátio.

Além disso, o efetivo responsável por zelar pela delegacia e pelo pátio é muito reduzido. São apenas cinco policiais civis que têm de fazer serviços de administração, vistoria, perícia, cadastramento e entrega de veículos.

As condições de trabalho no pátio também são insalubres. O local foi “pavimentado” com uma mistura de cimento e pó de minério, o que provoca a subida de poeira, representando risco de problemas respiratórios em quem frequenta o lugar.

Os veículos, além do acúmulo de água de chuva, também têm combustível nos tanques, o que representa risco de incêndio. Os policiais que atuam no pátio fazem ainda uso de produtos químicos no trabalho, mas não recebem equipamentos de segurança para o manuseio, o que também põe em risco a saúde dos profissionais.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Ensaiado

Mudança de planos de Ricardo Ferraço na condução da Reforma Trabalhista atende à estratégia de Temer e da classe empresarial. Falou de empresário, é com ele mesmo!

OPINIÃO
Editorial
Defesa burocrática
Secretário Júlio Pompeu fez um discurso burocrático para defender o governo Hartung na Corte Interamericana de Direitos Humanos
Piero Ruschi
Colibris de Santa Teresa pedem socorro
Das 34 espécies de beija-flores conhecidas no município, 12 não são vistas em períodos que variam de 10 a 40 anos
Renata Oliveira
O universo conspira
A onda de falta de sorte do governador, iniciada em fevereiro, insiste em não passar
Caetano Roque
Venceu o pragmatismo
Ao reeleger o grupo que se perpetua na direção, PT perde um pouco mais de sua ideologia
Nerter Samora
Lavando as mãos
A omissão da União sobre ação contra poluição de praias de Vitória é inaceitável
JR Mignone
Sérgio Bermudes, sempre atual
''Existe uma crise no Judiciário, que vai da falta de juízes, da infraestrutura adequada, até a postulação e prestação precárias''
Caetano Roque
A hora do Judiciário
O Supremo tem que mostrar a que veio e a serviço de quem está
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna – parte II: early years na ilha
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

A sombra
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

CNMP pode acabar com pagamento de ‘horas-extras’ a promotores no Espírito Santo

Disputa pelo poder em Itapemirim reacende tensão entre prefeito e vice

Ensaiado

Esgoto na Praia de Santa Helena não se resolve com teste de balneabilidade

O universo conspira