Seculo


  • Lava Jato no ES

 

'O PP vai aonde estiver o interesse do Estado e do partido'


15/04/2017 às 18:30

Henrique Alves, Renata Oliveira e Rogério Medeiros
Imagens: Leonardo Sá / Porã


Em 2014, o PP do Espírito Santo conseguiu uma vaga de deputado federal e duas na Assembleia Legislativa. Com um bom tempo de televisão e uma base reforçada no Estado, o partido quer dobrar a meta para 2018 e ainda discutir uma participação na disputa majoritária. O fato de ter caminhado com o ex-governador Renato Casagrande (PSB) em 2014 e com o prefeito de Vitória, Luciano Rezende (PPS), em 2016, não significa, porém, que o partido tenha compromisso com esses grupos para o próximo ano.

Em meio a toda a movimentação causada pela divulgação das delações premiadas envolvendo lideranças do Espírito Santo, o deputado entende que é difícil prever um cenário para 2018, mas acredita que o momento trará uma reflexão aos eleitores sobre a necessidade de se conhecer melhor os candidatos.

Nesta entrevista, o deputado fala sobre as metas do partido, as movimentações de 2018 e o trabalho da comissão externa de fiscalização da BR-101, da Câmara dos Deputados.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Os fantasmas de PH

Delações e medo das ruas assombram Hartung, cada vez mais distante das eleições de 2018

OPINIÃO
Renata Oliveira
Reformas inócuas
A Lava Jato revelou como a classe política articulou sua sobrevivência no ''mundo cão'' enquanto vendia honestidade
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Imperdivel! Já em cartaz!
Flânerie

Manuela Neves

Nenna, em transição
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Nossa Terra, nossa gente
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Quem quer ser vizinho de uma siderúrgica?

Envolvimento de Ricardo Ferraço no esquema da Odebrecht inibe oposição de Theodorico na Assembleia

Delações jogam luz sobre passagens obscuras da política capixaba

Com baixa de 119 servidores em três anos, governo adia nomeação de escrivães de Polícia

Polícia Militar antecipa reintegração de posse de área em Vitória