Seculo

 

Gestores do Banco Santos Neves são presos pela Polícia Federal


20/04/2017 às 13:14
A Justiça Federal determinou o início do cumprimento da pena de três gestores do Banco Santos Neves, condenados pelo crime de gestão fraudulenta de instituição financeira. Luiz Renato Tommasi dos Santos Neves, José Augusto dos Santos Neves e Carlos Guilherme Lima foram presos pela Polícia Federal nessa quarta-feira (19). Eles devem cumprir penas que variam de cinco até nove anos de prisão. A forma de execução das penas será decidida ainda em audiência de custódia.
 
Os administradores foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) em 2002 pelas irregularidades à frente do Banco Santos Neves. No ano de 2001, o banco foi liquidado pelo Banco Central após a descoberta de irregularidades em empréstimos. As investigações revelaram que os administradores da instituição teriam sido responsáveis pela concessão e renovação de empréstimos a clientes com “excesso de contratação de risco e potencialmente inadimplente”, o que teria levado o banco à falência. A estimativa é de que as dívidas provocadas pela instituição cheguem a R$ 50 milhões.
 
Por conta disso, os ex-controladores do banco foram condenados pela Justiça Federal a penas que variavam de 27 a 34 anos de prisão. O caso voltou a ser analisado pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que reduziu a pena de Carlos Guilherme para nove anos e um mês de reclusão, em regime fechado, e para Luiz Renato e José Augusto para cinco anos de detenção, em regime semiaberto.  Eles foram encaminhados para o Centro de Triagem de Viana.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Revoada tucana

Que a saída de Majeski do PSDB é iminente, não há dúvida. Mas circula que os tucanos contrários ao projeto de Colnago pensam em bater asas com ele

OPINIÃO
Renata Oliveira
Solidão sem fim
A oposição de Majeski na Assembleia não encontra coro entre os pares, nem no grupo arredio
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Ministério Público vai destinar mais R$ 700 mil a gastos com terceirizados

Prefeitura de Vitória perde mais uma contra ocupantes do Santa Cecília

Movimento nacional para ser vice abre nova janela de oportunidade para Hartung

Seminário debate formas de erradicar o trabalho infantil

Eleição da nacional alimenta divisão no PSDB capixaba