Seculo

 

Gestores do Banco Santos Neves são presos pela Polícia Federal


20/04/2017 às 13:14
A Justiça Federal determinou o início do cumprimento da pena de três gestores do Banco Santos Neves, condenados pelo crime de gestão fraudulenta de instituição financeira. Luiz Renato Tommasi dos Santos Neves, José Augusto dos Santos Neves e Carlos Guilherme Lima foram presos pela Polícia Federal nessa quarta-feira (19). Eles devem cumprir penas que variam de cinco até nove anos de prisão. A forma de execução das penas será decidida ainda em audiência de custódia.
 
Os administradores foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) em 2002 pelas irregularidades à frente do Banco Santos Neves. No ano de 2001, o banco foi liquidado pelo Banco Central após a descoberta de irregularidades em empréstimos. As investigações revelaram que os administradores da instituição teriam sido responsáveis pela concessão e renovação de empréstimos a clientes com “excesso de contratação de risco e potencialmente inadimplente”, o que teria levado o banco à falência. A estimativa é de que as dívidas provocadas pela instituição cheguem a R$ 50 milhões.
 
Por conta disso, os ex-controladores do banco foram condenados pela Justiça Federal a penas que variavam de 27 a 34 anos de prisão. O caso voltou a ser analisado pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que reduziu a pena de Carlos Guilherme para nove anos e um mês de reclusão, em regime fechado, e para Luiz Renato e José Augusto para cinco anos de detenção, em regime semiaberto.  Eles foram encaminhados para o Centro de Triagem de Viana.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Cara e crachá

Uns publicaram vídeos e notas nas redes sociais, outros só notas, outros nada. Mas a CPI da Lava Jato continua na conta dos deputados arrependidos

OPINIÃO
Editorial
A Ponte da Discórdia
Terceira Ponte entra novamente no centro dos debates políticos em ano eleitoral. Enquanto isso, a Rodosol continua rindo à toa...
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Gustavo Bastos
Conto surrealista
''virei pasta para entrar mais fácil na pintura de Dalí''
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

‘Lutava contra um sistema podre e falido com os braços amarrados. Agora estou livre’

Visita de interlocutores de Hartung a Rodrigo Maia sinaliza mudança de cenário

Juiz Leopoldo mais próximo de ir a Júri Popular por assassinato de Alexandre Martins

Hartung, o suspense

Contrato do governo do Estado com a Cetesb sobre poluição do ar continua sigiloso