Seculo

 

Militares da reserva devem começar a atuar no Judiciário na próxima semana


21/04/2017 às 20:45
O Tribunal de Justiça do Estado (TJES) vai contar a partir da próxima semana com o reforço de policiais militares da reserva para desempenho de atividades de segurança. Eles vão atuar nas dependências da sede do Tribunal e nos fóruns da Grande Vitória. A Assessoria Militar do TJES já está preparada para receber os primeiros 28 dos 50 militares que vão atuar no Poder Judiciário. A contratação é resultado do convênio assinado entre o TJES e o governo do Estado no último dia 5.

De acordo com o tenente-coronel Jocarly Martins de Aguiar Júnior, assessor militar do TJES, os policiais já realizaram cadastramento, receberam orientações, equipamentos, e tiraram dúvidas quanto à sua atuação no âmbito do Judiciário. Inicialmente, esses Policiais serão distribuídos entre os Fóruns da Grande Vitória, os Juizados da Infância e da Juventude e os Juizados Especiais Criminais da região.

A previsão é de que, inicialmente, serão contratados 50 policiais para atuar no TJES e unidades judiciárias da Grande Vitória. A mesma quantidade deve ser contratada em agosto deste ano e outros 50 podem ser convocados até o final de novembro, totalizando até 150 policiais, e permitindo que todas as instalações do Estado contem com a presença de pelo menos um militar.

O aumento no contingente de Policiais Militares será somado à atuação dos vigilantes armados, que atuam 24 horas por dia na segurança patrimonial das unidades, com reforço nos horários administrativos, e também aos esforços das empresas de portaria, cujos profissionais realizam a primeira abordagem das pessoas que ingressam nas instalações do Judiciário capixaba.

Desde o início da atual administração, o tribunal adotou outras medidas para garantir a segurança, como a expansão do sistema de vídeomonitoramento, a implementação do controle de acesso de pessoas por sistema biométrico e de detectores de metal. Todas essas medidas devem ser concluídas até o final deste ano. Também será adotado o sistema de cancelas no estacionamento e na garagem interna no prédio do TJES, garantido maior segurança no controle de acesso de veículos ao prédio.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Precipitou-se

Com um olho em 2018 e outro em 2020, Luciano Rezende antecipou o processo eleitoral, mas esqueceu a Lava Jato. Aí mora o problema.

OPINIÃO
Renata Oliveira
Bicho-papão
O ajuste fiscal de Paulo Hartung precisa do exemplo do Rio de Janeiro tanto para cortar quanto para supervalorizar a liberação de recursos
JR Mignone
Qual rádio ouviria hoje?
Sinceramente, não saberia explicar que tipo de rádio eu ouviria hoje, isto é, que me motivaria a ligar o botão para ouvi-la: uma de notícia ou uma só de música selecionada
Caetano Roque
Pressão neles
O movimento sindical deve conscientizar o trabalhador sobre quem estará na disputa do próximo ano contra ele
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Precipitou-se

Posse de tucano no Turismo é demonstração interna de força de Colnago

Subseção da OAB-ES cobra esclarecimento sobre atuação de Homero Mafra na defesa de acusado

Justiça Federal determina que 14 municípios adotem ponto eletrônico para médicos e dentistas

Dary Pagung vai fechar a porta para emendas de deputados no orçamento