Seculo

 

Militares da reserva devem começar a atuar no Judiciário na próxima semana


21/04/2017 às 20:45
O Tribunal de Justiça do Estado (TJES) vai contar a partir da próxima semana com o reforço de policiais militares da reserva para desempenho de atividades de segurança. Eles vão atuar nas dependências da sede do Tribunal e nos fóruns da Grande Vitória. A Assessoria Militar do TJES já está preparada para receber os primeiros 28 dos 50 militares que vão atuar no Poder Judiciário. A contratação é resultado do convênio assinado entre o TJES e o governo do Estado no último dia 5.

De acordo com o tenente-coronel Jocarly Martins de Aguiar Júnior, assessor militar do TJES, os policiais já realizaram cadastramento, receberam orientações, equipamentos, e tiraram dúvidas quanto à sua atuação no âmbito do Judiciário. Inicialmente, esses Policiais serão distribuídos entre os Fóruns da Grande Vitória, os Juizados da Infância e da Juventude e os Juizados Especiais Criminais da região.

A previsão é de que, inicialmente, serão contratados 50 policiais para atuar no TJES e unidades judiciárias da Grande Vitória. A mesma quantidade deve ser contratada em agosto deste ano e outros 50 podem ser convocados até o final de novembro, totalizando até 150 policiais, e permitindo que todas as instalações do Estado contem com a presença de pelo menos um militar.

O aumento no contingente de Policiais Militares será somado à atuação dos vigilantes armados, que atuam 24 horas por dia na segurança patrimonial das unidades, com reforço nos horários administrativos, e também aos esforços das empresas de portaria, cujos profissionais realizam a primeira abordagem das pessoas que ingressam nas instalações do Judiciário capixaba.

Desde o início da atual administração, o tribunal adotou outras medidas para garantir a segurança, como a expansão do sistema de vídeomonitoramento, a implementação do controle de acesso de pessoas por sistema biométrico e de detectores de metal. Todas essas medidas devem ser concluídas até o final deste ano. Também será adotado o sistema de cancelas no estacionamento e na garagem interna no prédio do TJES, garantido maior segurança no controle de acesso de veículos ao prédio.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mesmo barco

Se Majeski deixar o PSDB e decidir por uma candidatura majoritária, primeiro tucano a revoar atrás será Luiz Paulo Vellozo Lucas

OPINIÃO
Editorial
Fosso social
No Espírito Santo, população negra é mais vulnerável à violência, é maioria no sistema carcerário e nas filas de desempregados
Renata Oliveira
Só espuma
Os pretensos vices-presidentes Paulo Hartung e Magno Malta se mostram ao mercado, mas só terão seus encaixes em 2018
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
Caetano Roque
Agora é tarde
Não adianta a bancada fazer discurso a favor do trabalhador se ela votou quase à unanimidade a favor do impeachment
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Conselheiro José Antônio Pimentel vira réu em ação penal por corrupção

MPES quer fim do uso de comissionados na segurança da Assembleia

Mesmo barco

Mesa Diretora da Assembleia 'desomenageia' ex-presidente Lula

Arquivada denúncia de irregularidades na compra de software pelo IPAJM