Seculo

 

Prefeitura de Vitória flagra lançamento de esgoto na Ilha da Frade e multa Cesan


10/05/2017 às 00:00
Banhistas que pegavam praia próximo ao Iate Clube nesta terça-feira (9), na Praia do Canto, em Vitória, se assustaram com a cor escura da água do mar. Logo perceberam que se tratava de esgoto lançado de uma manilha. 
 
Após confirmar o lançamento clandestino de esgoto na rede de drenagem pluvial que desemboca na praia, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos (Semmam) imediatamente deslocou uma equipe técnica ao local. Preventivamente, a Semmam interditou a praia à esquerda da ponte da Ilha do Frade. Foram fixadas placas, indicando que a água está imprópria para os banhistas.
 
Em seguida, a Semmam notificou a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), através da Gerência de Controle Ambiental. Segundo a Semmam, a empresa foi multada em R$ 56 mil, por meio da Fiscalização Ambiental.
 
A Semmam ainda solicitou o regime de urgência de uma análise microbiológica da água com intuito de apurar a contaminação da praia, que deve ficar interditada até sexta-feira (12). 
 
O lançamento ilegal de esgoto é mais um capítulo do embate entre a Prefeitura de Vitória e a Cesan. O prefeito Luciano Rezende (PPS) abriu uma crise com o governo do Estado ao anunciar que encomendaria um estudo de uma empresa do Paraná com o intuito de tirar a concessão das mãos da Cesan e entregá-la à iniciativa privada. 
 
Desde que a crise teve início, há cerca de um mês, prefeitura e governo vêm trocando acusações. Luciano contesta a qualidade do serviço de água e esgoto oferecido pela Cesan aos moradores de Vitória. 
 
Quando a crise começou, o secretário-chefe da Casa Civil, José Carlos da Fonseca Júnior, acusou o prefeito de de “voluntarismo antimetropolitano”. Ele lembrou que Vitória não produz água. “Essa iniciativa é de um voluntarismo que vai contra a lógica metropolitana e a solução metropolitana”, disse o secretário à época ao jornal A Gazeta.
 
A resposta do secretário de Gestão Estratégica da Prefeitura, Fabrício Gandini (PPS), porém, desmontou o discurso Fonseca Júnior. “Olha, enquanto estamos conversando, milhões de litros de esgoto estão sendo lançados nas nossas praias. E não existe hoje nenhum plano que tenha sido apresentado pela Cesan para Vitória”, afirmou Gandini.
 
O flagrante desta terça-feira confirma que Gandini tinha razão sobre os lançamentos de esgoto irregular da Cesan. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
CMV
Gandini e a máquina

Atual 'sacada' eleitoral de Fabrício Gandini é na área de segurança e com reforço de comitiva da prefeitura, onde até outro dia era o ''supersecretário''

OPINIÃO
Editorial
As novas roupagens da censura
Os resquícios da ditadura militar ainda assombram a liberdade de expressão no País, estendendo seus tentáculos para o trabalho da imprensa
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Agricultores orgânicos de Santa Maria de Jetibá e de Linz organizam intercâmbio

Ministro do STF mantém afastamento do prefeito de Itapemirim

MPF quer que motoristas multados tenham acesso às imagens das infrações

STJ concede habeas corpus para ortopedista preso em Lama Cirúrgica

Câmara de Vitória realiza a primeira de três audiências sobre Escola Sem Partido