Seculo

 

CRP-16 e OAB-ES pedem impugnação de chamamento para gestão de Residências Inclusivas


11/05/2017 às 13:41
O Conselho Regional de Psicologia no Estado (CRP-16) e a seccional capixaba da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-ES) ingressaram com pedido de impugnação do edital de Chamamento Público 003/2017, para a contratação de Organização Social para gerir as Residências Inclusivas na Grande Vitória. O edital reduz o valor a ser pago para as organizações em níveis que poderiam inviabilizar o serviço prestado nas unidades.
 
O valor máximo de contrato que o edital prevê é de R$ 5,4 milhões para a administração das residências destinadas a atender às pessoas com deficiências físicas e mentais que ficavam internadas na Unidade de Atendimento ao Deficiente (Unaed), o que representa investimento de pouco mais de 12 mil por cada um dos 53 pacientes. Além disso, o edital prevê que o proponente que apresentar valor global 10% mais baixo do que o valor de referência será premiado.
 
No entanto, o contrato de 2016 foi de R$ 7,9 milhões para atendimento de 60 residentes, o que representa investimento de R$ 6,8 mil por paciente, 46% a menos do que no contrato anterior.
 
As residências oferecem serviços como equoterapia, oficinas psicopedagógicas com currículo adaptado, educador físico, estimulação psicosensorial, psicomotricidade, fonoaudiologia, neurologista, psiquiatra e medicamentos por meio de Termos de Parcerias. O temor tanto da OAB-ES quanto do CRP 16 é que o valor reduzido do contrato comprometa os serviços prestados nas residências e que os profissionais – dentre eles psicólogos, assistentes sociais e cuidadores – não aceitem atuar nos locais por valores muito baixos.
 
A consequência da redução do valor do contrato também influencia no transporte dos pacientes, fundamental para que eles frequentem escolas, o Centro de Atenção Psicossocial (Caps), a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), o Centro de Referência para a Pessoa com Deficiência (CRPD), atividades culturais, de lazer e para tratamentos de saúde.
 
A quantidade de cuidadores, segundo o novo edital, também teve redução drástica, sendo 27% a menos do que o atual. A meta de residentes com acesso à educação também foi reduzida de 100% para apenas 30% dos residentes matriculados.
 
A presidente da Comissão Especial dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB-ES, Maristela Lugon, apontou que o edital promove o leilão de seres humanos e que não há nenhuma garantia de manutenção dos serviços e dos laços afetivos criados entre os residentes até agora.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mesmo barco

Se Majeski deixar o PSDB e decidir por uma candidatura majoritária, primeiro tucano a revoar atrás será Luiz Paulo Vellozo Lucas

OPINIÃO
Piero Ruschi
Perseguição à honra de Ruschi
Infelizmente, de nada valeram meus 14 anos de contribuição mediante a minha postura de defender o Museu Mello Leitão, criado por meu pai
Renata Oliveira
Só espuma
Os pretensos vices-presidentes Paulo Hartung e Magno Malta se mostram ao mercado, mas só terão seus encaixes em 2018
Gustavo Bastos
A adolescência e o mal
Crianças doces podem se tornar verdadeiros celerados na adolescência
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Caetano Roque
Agora é tarde
Não adianta a bancada fazer discurso a favor do trabalhador se ela votou quase à unanimidade a favor do impeachment
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Mesmo barco

MPES quer fim do uso de comissionados na segurança da Assembleia

Governador do Ceará teve mais para mostrar nos Estados Unidos do que Hartung

Cinco prefeituras têm 60 dias para regularizar portais da transparência

Arquivada denúncia de irregularidades na compra de software pelo IPAJM