Seculo

 

SAAE de São Mateus tem nova diretora


13/05/2017 às 21:47
A advogada e pedagoga linharense Dicla Maria Piffer Brzesky assumiu a diretoria do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de São Mateus, norte do Estado, na manhã desta sexta-feira (12), em meio a uma das piores crises de abastecimento de água do município. Seu antecessor, Renê Michel Kherlakian, disse que pediu exoneração "por motivos pessoais".

O primeiro dia da nova gestora foi de reuniões com os funcionários da autarquia e, na próxima segunda-feira (15), ela pretende se reunir com as empresas interessadas na perfuração de poços no município. “A Prefeitura autorizou o SAAE a ter acesso ao processo de contratação”, afirmou. Sobre ações de longo prazo relativas à crise hídrica que afeta a população mateense, a gestora garantiu que que se reunirá "com os responsáveis pelo Comitê da Bacia Hidrográfica para ver no que o SAAE pode ajudar”. 

Os moradores do município estão desde 2015 recebendo apenas água salgada nas torneiras de suas casas, devido à baixa vazão do rio Cricaré, que permite o avanço do mar e a consequente salinização da água do manancial. Na última semana, essa salinização chegou a 5.800 partes por milhão (ppm), muito além do máximo recomendado, que é de 250 ppm. 
 
Agrava o problema a omissão da prefeitura, iniciada ainda na gestão passada de Amadeu Boroto (PSB). O prefeito atual, Daniel da Açai (PSDB), embora tenha se tornado popular pela distribuição de água feita por sua empresa no início da crise, também não conseguiu até agora amenizar o problema. Por essa distribuição, que perdurava até hoje pela Liga da Solidariedade, ele e o vice, Doutor Zé Carlos (PMDB), tiveram o mandato cassado na última semana pela Justiça Eleitoral, por abuso do poder econômico nas eleições de 2016. 
 
No mesmo dia da decisão judicial, a prefeitura assinou contrato emergencial com uma empresa especializada para locação de caminhões-pipas para transporte de água potável à população. Já na última quarta-feira (10), articulação da senadora Rose de Freitas (PMDB) garantiu a liberação pelo Ministério da Integração de  R$ 735 mil para a contratação de 25 caminhões-pipa para o município, o que possibilitará a distribuição de 1,1 milhão de litros de água por dia, para cerca de 55 mil pessoas. Todas, porém, medidas emergenciais. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mais um 'lote'

Depois de conseguir o controle do PSDB e retomar o do DEM, Hartung se volta para um antigo aliado: o PDT

OPINIÃO
Editorial
'Caos' das artes
Previsão de gastos com Cais das Artes até 2018 daria para comprar 60 clubes iguais ao Saldanha da Gama
Piero Ruschi
Perseguição à honra de Ruschi
Infelizmente, de nada valeram meus 14 anos de contribuição mediante a minha postura de defender o Museu Mello Leitão, criado por meu pai
Renata Oliveira
Cidadãos ilustres
Assembleia deve tomar cuidado com suas medalhas, pois os homenageados de hoje podem ser os apedrejados de amanhã
Gustavo Bastos
Bancas de jornal
A banca de jornal, hoje, é um mundo que tem tudo
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
Caetano Roque
Agora é tarde
Não adianta a bancada fazer discurso a favor do trabalhador se ela votou quase à unanimidade a favor do impeachment
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Mais um 'lote'

Operação da Polícia Federal pune empresa que lançava esgoto in natura no Rio Doce

PDT realiza convenção estadual em dezembro de olho em 2018

Impopularidade de proposta teria pressionado recuo em homenagem a Lula

MPES quer reinclusão do fundador da Imetame em ação de improbidade