Seculo

 

SAAE de São Mateus tem nova diretora


13/05/2017 às 21:47
A advogada e pedagoga linharense Dicla Maria Piffer Brzesky assumiu a diretoria do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de São Mateus, norte do Estado, na manhã desta sexta-feira (12), em meio a uma das piores crises de abastecimento de água do município. Seu antecessor, Renê Michel Kherlakian, disse que pediu exoneração "por motivos pessoais".

O primeiro dia da nova gestora foi de reuniões com os funcionários da autarquia e, na próxima segunda-feira (15), ela pretende se reunir com as empresas interessadas na perfuração de poços no município. “A Prefeitura autorizou o SAAE a ter acesso ao processo de contratação”, afirmou. Sobre ações de longo prazo relativas à crise hídrica que afeta a população mateense, a gestora garantiu que que se reunirá "com os responsáveis pelo Comitê da Bacia Hidrográfica para ver no que o SAAE pode ajudar”. 

Os moradores do município estão desde 2015 recebendo apenas água salgada nas torneiras de suas casas, devido à baixa vazão do rio Cricaré, que permite o avanço do mar e a consequente salinização da água do manancial. Na última semana, essa salinização chegou a 5.800 partes por milhão (ppm), muito além do máximo recomendado, que é de 250 ppm. 
 
Agrava o problema a omissão da prefeitura, iniciada ainda na gestão passada de Amadeu Boroto (PSB). O prefeito atual, Daniel da Açai (PSDB), embora tenha se tornado popular pela distribuição de água feita por sua empresa no início da crise, também não conseguiu até agora amenizar o problema. Por essa distribuição, que perdurava até hoje pela Liga da Solidariedade, ele e o vice, Doutor Zé Carlos (PMDB), tiveram o mandato cassado na última semana pela Justiça Eleitoral, por abuso do poder econômico nas eleições de 2016. 
 
No mesmo dia da decisão judicial, a prefeitura assinou contrato emergencial com uma empresa especializada para locação de caminhões-pipas para transporte de água potável à população. Já na última quarta-feira (10), articulação da senadora Rose de Freitas (PMDB) garantiu a liberação pelo Ministério da Integração de  R$ 735 mil para a contratação de 25 caminhões-pipa para o município, o que possibilitará a distribuição de 1,1 milhão de litros de água por dia, para cerca de 55 mil pessoas. Todas, porém, medidas emergenciais. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Leonardo Duarte/Secom
Uma coisa só

Enquanto no campo nacional PRB e MDB ainda estão em fase de namoro, no Estado o partido já é um “puxadinho” de Hartung. E tudo começou com Roberto Carneiro...

OPINIÃO
Editorial
MPES omisso
Ministério Público decidiu não participar das audiências de custódia. Um dos prejuízos: denúncias contra tortura, comumente relatada por presos
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
Eliza Bartolozzi Ferreira
Políticas de retrocesso
Dados educacionais do governo Paulo Hartung são alarmantes
Geraldo Hasse
Vampirismo neoliberal
O governo oferece refrescos aos trabalhadores enquanto suga seu sangue
Roberto Junquilho
Quem governa?
Um novo porto na região de Aracruz demonstra que, para as corporações, as minorias não importam
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uh, Houston, temos um problem
MAIS LIDAS

Uma coisa só

Marcos Vicente mantém vice-presidência da CBF e amplia influência no Estado

MPES omisso

Processo de Valci Ferreira e Gratz por crime de peculato será remetido ao STF

Cedrolândia ainda aguarda resposta do prefeito sobre escola condenada