Seculo

 

Projeto Funk da House completa quatro anos com festa em Vitória


18/05/2017 às 12:33
House music e funk carioca. É com essa mistura que a dupla de dj’s Leandro Netto e Guto comemoram aniversário do projeto Funk da House, que completa quatro anos de sucesso nesta sexta-feira (19). Para comemorar, a dupla agita a Swingers, em Vitória.
 
Depois de tocarem em festas e casas noturnas do Espírito Santo, conquistar o Brasil, ultrapassarem as fronteiras nacionais, Leandro e Guto se reencontram em Vitória, ainda em 2013, e resolvem arriscar em um formato ainda inédito naquela época: dois dj’s, tocando juntos, em uma mesma apresentação, e misturando estilos musicais que pareciam água e óleo, o glamorosos house music e o agitado e sensual funk carioca.
 
A química deu tão certo que, rapidamente, o Funk da House conquistou o público do Espírito Santo. Pouco tempo depois, já estavam levando essa mistura para outros Estados. Mas a dupla de dj’s queria ainda mais, não apenas levar essa mixagem de estilos diferentes. Onde o Funk da House desembarcava, era uma festa para baladeiro nenhum botar defeito.
 
A interação do duo com o público cria uma energia inigualável, levando o público ao delírio com remixes próprios, mash-ups, uma sequência de live funk, interatividade e muitos outros recursos que tornam a apresentação do Funk da House única e inesquecível.
 
Para o dj e produtor Leandro Netto, comemorar estes quatro anos de estrada, mostra que a mistura deu certo. “Quem um dia poderia imaginar que colocar dois dj’s em uma mesma cabine, tocando house music junto com o funk carioca fosse dar tão certo? Isso mostra que inovar é o que o público espera quando sai de casa para se divertir e curtir um show. Essa interação com o público que nos motiva a cada dia a criar novas músicas, novos remixes, novos mashups e buscar novidades para nosso show. Não queremos nem podemos parar no tempo. Nossa festa é sempre nova e os convidados são os maiores protagonistas”, brincou o dj que, é carioca, mas escolheu o Espírito Santo para morar há 12 anos.
 
Guto, que compartilha o palco com Leandro, destaca o planejamento e a confiança dos contratantes para chegar nesse aniversário. “No começo foi tudo muito maluco. Sabíamos que poderia dar certo, mas não esperávamos essa explosão repentina. Mas sempre tivemos pé no chão, planejando cada passo que demos, conquistando público e contratantes. É inexplicável apertar o play e ver aquela multidão pulando, cantando e, ao final do show, receber feedback positivo ali na hora, nas redes sociais. São quatro anos de parceria com a pista e que ainda tem muita energia para bombar cada vez mais.”
 
As comemorações dos quatro anos do Funk da House acontecem na próxima sexta-feira (19), na Swingers, em Vitória, na festa Skol Beats Party, com apresentação de Sheep Dj, dj Cesquim e dj Thales Gonzalez.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
CMV
Blindagem coletiva

Greve dos professores não reforçou apenas o perfil antidemocrático do prefeito, mas também a omissão da Câmara de Vitória. Só Roberto Martins enxerga o óbvio?

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Blindagem coletiva

STF mantém interrupção de pagamento de gratificação a procuradores de Justiça no ES

Que novo é esse?

Professores encerram greve, mas movimento reivindicatório continua em Vitória

MAB: 'Falta organização e profissionalismo na Fundação Renova'