Seculo

 

Amaro Neto leva Ouvidoria da Assembleia para as ruas


18/05/2017 às 18:27
Começou a funcionar nesta quinta-feira (18) a Ouvidoria Móvel da Assembleia Legislativa. O deputado Amaro Neto (SD), que ocupa o cargo de ouvidor da Casa, e que tanto lutou por ela na distribuição das comissões permanentes, no início deste ano, mostra que quer mudar o perfil da Ouvidoria. O desafio é aproximar o Legislativo estadual da sociedade, melhorando a imagem da instituição e, consequentemente, dos deputados.
 
A primeira parada da Ouvidoria Móvel esteve pela manhã na Praça José Maria Ferreira, na Avenida Expedito Garcia, em Campo Grande, Cariacica (foto ao lado). O deputado não participou da atividade, mas sua equipe registrou queixas, sugestões e denúncias das pessoas que circulavam no local. Foi feita também uma panfletagem explicando para o cidadão como funciona o trabalho do setor e como usar o novo serviço.  
 
A ideia foi do atual do deputado Amaro Neto. O objetivo é levar o serviço para as ruas e locais de grande circulação de pessoas, como terminais do Transcol, feiras livres e praças. A ação chamou a atenção de pedestres que passavam no local e pararam para conversar com a equipe de Ouvidoria.
 
Se para a Assembleia a ação ajuda a aproximar a população do Legislativo, para o deputado, a movimentação é muito bem-vinda. Amaro, que é cotado para disputar a Câmara dos Deputados ou o Senado, ganha uma importante ferramenta para fortalecer seu perfil popular. 
 
Embora sua popularidade com um programa de TV já seja grande, suas atividades parlamentares são tímidas. A ação pode reforçar o perfil político do deputado e dar sustentação para as pretensões eleitorais de Amaro em 2018.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
CMV
Blindagem coletiva

Greve dos professores não reforçou apenas o perfil antidemocrático do prefeito, mas também a omissão da Câmara de Vitória. Só Roberto Martins enxerga o óbvio?

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Blindagem coletiva

STF mantém interrupção de pagamento de gratificação a procuradores de Justiça no ES

Que novo é esse?

Professores encerram greve, mas movimento reivindicatório continua em Vitória

MAB: 'Falta organização e profissionalismo na Fundação Renova'