Seculo

 

Sangria coletiva


18/05/2017 às 18:46
Resultado de imagem para temer seculodiario
 
A bomba da delação dos donos do frigorífico JBS lançada no País e que deflagrou a grave crise política envolvendo o presidente Michel Temer e a principal liderança do PSDB, senador Aécio Neves, deixou a bancada capixaba pisando em ovos. A não ser os deputados federais do PT, Helder Salomão e Givaldo Vieira, que têm posição clara de oposição ao atual governo, os demais parlamentares ou se esquivaram ou subiram no muro, com aquele discurso: “vou aguardar, se forem confirmadas as denúncias...mas sou contra a corrupção, viu?”. O constrangimento é geral. Além de apoiarem o atual governo, inclusive no processo de impeachment da ex-presidente Dilma, deputados e senadores do Estado ligados a Temer e a Aécio vinham capitalizando com a vitrine política nacional, principalmente a senadora Rose de Freitas (PMDB), o senador Ricardo Ferraço (PSDB) e o deputado federal Lelo Coimbra (PMDB). O material divulgado na noite dessa quarta-feira (17), que não se resume a delações – tem também áudios e imagens – torna as defesas do presidente e de Aécio indefensáveis perante a população. Não convenceu o pronunciamento de Temer nesta quinta-feira (17), quando bateu o pé e avisou que não irá renunciar, como também não dá para engolir que a bancada capixaba não assuma posição, de fato. A crise é grave, a governabilidade do presidente desce ladeira abaixo, partidos e ministros deixam o governo, a população só fala em impeachment e diretas já...e os representantes do Estado no Congresso Nacional vêm com papo de que não querem julgar? Tiro no pé, no mínimo.
 
Direto e reto
Ao contrário da maioria da bancada, o deputado estadual Sérgio Majeski, que é do partido de Aécio, já avisou nas redes sociais, sem rodeios: “Apoio incondicional à operação Lava Jato e às investigações e prisões dos membros corruptos do PSDB ou de qualquer partido”. 
Sem nomes
Quem também se posicionou no ninho tucano foi o presidente regional, Jarbas Assis. Em nota, disse que o partido no Estado lamenta o teor das denúncias “envolvendo integrantes do partido”, “que está do lado da sociedade”, e, independentemente da posição dos acusados, “que a Justiça cumpra seu papel”. Detalhe: não citou nomes.
Silêncio
Já o PMDB, de Temer e do governador Paulo Hartung, nada até agora.
Gatos pingados
Por falar no pronunciamento de Temer, a claque do governo Hartung na prestação de contas realizada nessa quarta-feira (17), na Assembleia, pelo vice César Colnago, deu banho na convocada pelo presidente. Mesmo na hora do “fico”, palmas tímidas, espaçadas...quase inexistentes. 
Bem longe
A propósito, que momento mais providencial para o Hartung dar uma fuginha, hein? Se o destino foi mesmo Paris, melhor ainda.
E agora?
A maré não está mesmo favorável para o ex-prefeito de Vitória, Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB). Esperou, esperou para assumir a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Ministério das Cidades, mas não deu tempo nem de esquentar a cadeira. Há poucos dias no cargo, o escândalo colocou fim à gestão do ministro Bruno Araújo (PE), o primeiro a deixar o governo. Exatamente quem nomeou e nutre relações com Luiz Paulo. 
Uma atrás da outra
O secretário de Transportes de Vitória, Tyago Hoffman, mal chegou ao cargo e já levou duas “trolhadas” da Justiça. Terá que garantir melhorias no sistema Porta a Porta, programa de transporte público para pessoas com deficiência, e pode ter o reajuste da tarifa do transporte público da Capital barrado, como requer o Ministério Público de Contas (MPC). Começou bem...só que não!
Antiga promessa
A Prefeitura de Vitória bateu o martelo quanto à escolha da empresa responsável pelas obras do Centro de Inovação do Parque Tecnológico de Vitória, em Goiabeiras. A Deck Construtora e Incorporadora Ltda venceu a licitação, com a proposta de R$ 5,4 milhões.´
140 toques
“Recordar é viver! Bolsonaro é Aécio, Aécio é Bolsonaro. E, como bem disse Jucá: Temer é Cunha e Cunha é Temer!”. (Deputado federal Givaldo Vieira – PT – no Twitter).
PENSAMENTO:
“Começamos a desconfiar das pessoas muito inteligentes quando ficam embaraçadas”. Friedrich Nietzsche

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Missão socialista

Assim como Casagrande, deputado Paulo Foletto mostra que tem sola de sapato para gastar até eleição de 2018

OPINIÃO
Editorial
Não tem almoço nem jantar grátis
Hartung convidou para o banquete palaciano apenas os fiéis que pagaram o jantar ao longo do semestre. Afinal, cada voto a favor do governo tem um valor
Piero Ruschi
Festa de fachada
Comemoração da Sambio evidencia que o Museu Mello Leitão segue precisando de verdadeiros amigos
Renata Oliveira
E agora, Rose?
A senadora sempre trilhou seu caminho político sozinha, mas disputar o governo do Estado é diferente
Geraldo Hasse
Sr. Rolando Boldrin, o Brasil de verdade
A biografia do apresentador de TV louva a autêntica cultura caipira, que vai do baião ao samba
Caetano Roque
Nada de festa
Enquanto não houver democracia interna nos sindicatos não há motivo para comemorar a perpetuações no poder
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Sizino, o pioneiro
Panorama Atual

Roberto Junquilho

O cinismo explícito e a esperança de fora Temer renovada
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

O presente
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Temendo insatisfação da tropa, governo cancela evento para promoções de policiais militares

Não tem almoço nem jantar grátis

Disputa entre Temer e Maia por insatisfeitos do PSB afeta partido no Estado

Pesquisa vai avaliar a qualidade do acesso às informações nos órgãos do Judiciário

Missão socialista