Seculo

 

Viação Águia Branca é condenada a indenizar família de empregado assassinado em festa da empresa


19/05/2017 às 17:30
O juiz Rafael Calmon Rangel, da Vara Cível e Comercial, Fazenda Pública Estadual e Municipal, Registros Públicos e Meio Ambiente de Viana condenou a Viação Águia Branca e solidariamente a Associação Recreativa, Desportista e Cultural Águia Branca a indenizarem a mulher e o filho de um empregado que foi assassinado nas dependências da associação, durante uma festa junina da empresa.

A indenização a ser paga será no valor de R$ 60 mil a título de danos morais, além de pensão equivalente a um terço do salário que a vítima recebia à época dos fatos, em 2011, que deverá ser paga mensalmente filho até que ele complete 25 anos de idade.

De acordo com os autos, a família do empregado estava na festa junina promovida pela empresa quando, por falha na segurança, pessoas armadas entraram na festa, disparando contra a vítima, que morreu na hora.

Ainda segundo a sentença, a vítima e familiares se envolveram em uma confusão com um dos convidados, que não era empregado da empresa. Os seguranças colocaram o convidado para fora, mas ele retornou e cometeu o homicídio no estacionamento do clube.

Nos autos do processo havia a prova que a organização do evento não havia disponibilizado ambulância ou serviço médico que estivesse à disposição dos participantes, a fim de que pudesse cuidar dos ferimentos ou ao menos amenizar o sofrimento da vítima logo após os fatos.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mais um 'lote'

Depois de conseguir o controle do PSDB e retomar o do DEM, Hartung se volta para um antigo aliado: o PDT

OPINIÃO
Editorial
'Caos' das artes
Previsão de gastos com Cais das Artes até 2018 daria para comprar 60 clubes iguais ao Saldanha da Gama
Piero Ruschi
Perseguição à honra de Ruschi
Infelizmente, de nada valeram meus 14 anos de contribuição mediante a minha postura de defender o Museu Mello Leitão, criado por meu pai
Renata Oliveira
Cidadãos ilustres
Assembleia deve tomar cuidado com suas medalhas, pois os homenageados de hoje podem ser os apedrejados de amanhã
Gustavo Bastos
Bancas de jornal
A banca de jornal, hoje, é um mundo que tem tudo
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
Caetano Roque
Agora é tarde
Não adianta a bancada fazer discurso a favor do trabalhador se ela votou quase à unanimidade a favor do impeachment
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Mais um 'lote'

Operação da Polícia Federal pune empresa que lançava esgoto in natura no Rio Doce

PDT realiza convenção estadual em dezembro de olho em 2018

Impopularidade de proposta teria pressionado recuo em homenagem a Lula

MPES quer reinclusão do fundador da Imetame em ação de improbidade