Seculo

 

Re Henri abre exposição resultado de pesquisa nos campos da arte e psicanálise


28/06/2017 às 17:14
A exposição O Véu do Real é a primeira individual de Re Henri. Nela, a artista apresentará o resultado de sua pesquisa nos campos da arte e psicanálise em uma grande instalação que ocupará a Galeria Homero Massena, na Cidade Alta, Vitória. O projeto foi contemplado pelo Edital 015- Exposições na Galeria Homero Massena, da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), e será aberto ao público no dia 11 de julho, às 19h.

Durante sete meses de pesquisa, a artista adquiriu uma série de objetos em mercados de pulga, ferros-velhos e feiras de antiguidades. Com base nesses achados, construiu objetos híbridos compostos por espelhos, lupas, pinças, acrílicos e fotografias antigas.

A quantidade espantosa de retratos antigos disponíveis para venda em mercados populares ou descartados no lixo nos colocam, segundo a artista, frente ao paradigma da imagem, uma vez que as fotografias costumam ser abandonadas quando a impermanência do objeto fotografado entra em conflito com a permanência da imagem fotografada. Refletindo sobre a materialidade da imagem e também sobre as camadas de realidade impregnadas em registros fotográficos, a artista propõe uma instalação que se conforma como um grande laboratório de pesquisa sobre o real.

Uma publicação com textos e fotografias será lançado em agosto com o resultado do processo de pesquisa. 

A programação também prevê encontros com a artista e oficinas. A curadoria é de Clara Sampaio e o projeto educativo de Carla Borba.

Serviço
 
Exposição O véu do real
Re Henri
De 11 de julho a 7 de outubro 
Local Galeria Homero Massena, Rua Pedro Palácios, 99, Cidade Alta, Vitória - ES
Horário de funcionamento: segunda-feira a sexta-feira das 9h às 18h
Sábado (exceto em feriados) 13h às 18h

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Precipitou-se

Com um olho em 2018 e outro em 2020, Luciano Rezende antecipou o processo eleitoral, mas esqueceu a Lava Jato. Aí mora o problema.

OPINIÃO
Renata Oliveira
Bicho-papão
O ajuste fiscal de Paulo Hartung precisa do exemplo do Rio de Janeiro tanto para cortar quanto para supervalorizar a liberação de recursos
JR Mignone
Qual rádio ouviria hoje?
Sinceramente, não saberia explicar que tipo de rádio eu ouviria hoje, isto é, que me motivaria a ligar o botão para ouvi-la: uma de notícia ou uma só de música selecionada
Caetano Roque
Pressão neles
O movimento sindical deve conscientizar o trabalhador sobre quem estará na disputa do próximo ano contra ele
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Bicho-papão

Posse de tucano no Turismo é demonstração interna de força de Colnago

Subseção da OAB-ES cobra esclarecimento sobre atuação de Homero Mafra na defesa de acusado

Justiça Federal determina que 14 municípios adotem ponto eletrônico para médicos e dentistas

Dary Pagung vai fechar a porta para emendas de deputados no orçamento