Seculo

 

Novos tempos?


06/07/2017 às 12:04

A posição da Mesa Diretora da Assembleia de não colocar em votação o Projeto de Lei 238/2017, que flexibiliza a utilização dos recursos dos royalties sobre o petróleo e gás para 67 municípios do Estado, é uma defesa da imagem do Poder Legislativo como uma casa independente e não mera extensão do Executivo. Mas, isso terá consequências.

O governador reuniu prefeitos e deputados na semana passada na cerimônia de assinatura para o envio do projeto à Casa, passando a mansagem de que o assunto estava resolvido ali mesmo. A impressão era de que a aprovação do projeto era apenas protocolar, o que diminuía visivelmente a importância da Assembleia nesse processo.

A posição de Erick Musso deve repercutir diretamente no Palácio Anchieta. Para além de uma resposta ao boicote dos prefeitos ao encontro na Assembleia, a estratégia pode ser entendida como um recado ao governo de que primeiro é preciso combinar com a Assembleia. Se antes o governador se reunia com o presidente da Casa e resolvia todas as questões que estivem pendentes, sem combinar com mais ninguém, o episódio dessa quarta (5) retrata outra realidade.

O recado passado foi bem claro, de que o momento da Assembleia é de autoproteção. Agora a pressão está com os prefeitos. Se quiserem o dinheiro não basta apenas beijar a mão do governador, é preciso prestigiar a Assembleia. E não se trata de vaidade, os deputados estão preocupados com 2018 e assinar cheques em branco para os prefeitos não é uma posição que fortalecerá os parlamentares com suas bases.

É preciso acompanhar o movimento do Palácio nesse momento. Para não parecer que sucumbiu à exigência do Legislativo, o governo pode vir a pressionar a base para que o projeto seja colocado em votação sem a necessidade do debate com os prefeitos. Aí a dúvida é se os deputados vão manter sua posição, que hoje é unificada no plenário, ou se vão sucumbir à pressão palaciana e cobrar da Mesa Diretora a votação da matéria.

Outro detalhe que merece ser observado nesse processo é um possível embate dentro do governo entre os chefes de Gabinete, Paulo Roberto e da Casa Civil, José Carlos da Fonseca Júnior. A cara de José Carlos da Fonseca na Assembleia não era de satisfação com o boicote. E o governador Paulo Hartung, que quer se fortalecer no interior e agora precisa da Assembleia para continuar seu projeto? Essa história ainda deve render.
 
Fragmentos:

1 – O deputado federal Marcus Vicente (PP) foi reconduzido à coordenação da bancada capixaba. Ele fica no posto até o fim desta legislatura, que termina em 31 de janeiro de 2018.

2 – O vereador Guto Lorenzoni (PP), atual líder do prefeito na Câmara da Serra, assumirá a Secretaria de Serviços nesta quinta-feira (06) às 15 horas na Prefeitura da Serra. Em seu lugar deve assumir o primeiro suplente da coligação PP/REDE/PMDB, Ericson Duarte (REDE).

3 – A Câmara de Anchieta, no litoral sul do Estado, deu início nessa terça-feira (4) a uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar crimes ambientais da Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan). Há denúncias de despejo de esgoto no rio Beneventes. Farão parte do grupo os vereadores Beto Caliman (presidente), Alexandre Assad (relator) e José Maria Brandão (membro).

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook/Eliana
Território político

Inferno astral do prefeito de Linhares, Guerino Zanon, deixa o campo aberto para a deputada estadual Eliana Dadalto

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
Eliza Bartolozzi Ferreira
Políticas de retrocesso
Dados educacionais do governo Paulo Hartung são alarmantes
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Território político

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

TJES adia pela quinta vez processo de Dr. Hércules sobre dívida de campanha

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas