Seculo

 

Guarda de trânsito de Vitória não perdoa nem tradicional feirante do Barro Vermelho


09/07/2017 às 19:47
Em ação na manhã desse sábado (8) na área da feira orgânica do Barro Vermelho, em Vitória, a Guarda de Trânsito da Prefeitura de Vitória não perdoou nem um dos mais tradicionais feirantes do local. A bordo de uma picape, Miqueias Fernandes vende abacaxi pérola há mais 10 anos na esquina das ruas Dr. João Carlos de Souza e Arlindo Braz do Nascimento e foi multado pela primeira vez no local em que sempre estaciona.
“Estou aqui há mais de 10 anos. Nunca ninguém disse nada comigo”, lamentava “seu” Miqueias, como é conhecido. Era cerca de 10h30 quando uma agente de trânsito colocou o auto de infração no para-brisa do veículo. A justificativa registrada é de estacionamento sobre a área de um ponto de ônibus. 
 
Efetivamente o veículo estava estacionado sobre o local. Mas qualquer tradicional frequentador da feira orgânica mais antiga do Espírito Santo, que tem 15 anos, sabe que a Ford Pampa de seu Miqueias é elemento natural daquela paisagem nas manhãs de sábado. Isso explica por que, mesmo estacionando sobre área de estacionamento, Miqueias nunca foi alvo de fiscalização.
 
Os agentes também autuaram outros veículos parados em local proibido, a maioria de frequentadores da feira. Miqueias trabalhava. Quando a guarda já estava longe, só sobrou ele, sozinho, o braço apoiado no poste de sinalização, mirando o nada, remoendo uma injustiça.
 
A conduta da Guarda de Trânsito da Prefeitura de Vitória será objeto de apuração nesta segunda-feira (10) na CPI da Máfia dos Guinchos, na Assembleia Legislativa. Os deputados receberam denúncias de que os agentes estão aplicando multas nas áreas de estacionamento rotativo, administradas, via concessão, por empresa privada. Para os deputados, é como se a guarda estivesse a serviço da concessionária. 
 
Foram convocados o secretário municipal de Segurança Urbana, Fronzio Calheiro Mota, o subsecretário Luiz Roberto Ramalhete e o subsecretário da Guarda Civil Municipal, Edvandro Sipolatti Esguersoni.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Precipitou-se

Com um olho em 2018 e outro em 2020, Luciano Rezende antecipou o processo eleitoral, mas esqueceu a Lava Jato. Aí mora o problema.

OPINIÃO
Renata Oliveira
Bicho-papão
O ajuste fiscal de Paulo Hartung precisa do exemplo do Rio de Janeiro tanto para cortar quanto para supervalorizar a liberação de recursos
JR Mignone
Qual rádio ouviria hoje?
Sinceramente, não saberia explicar que tipo de rádio eu ouviria hoje, isto é, que me motivaria a ligar o botão para ouvi-la: uma de notícia ou uma só de música selecionada
Caetano Roque
Pressão neles
O movimento sindical deve conscientizar o trabalhador sobre quem estará na disputa do próximo ano contra ele
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Precipitou-se

Posse de tucano no Turismo é demonstração interna de força de Colnago

Justiça Federal determina que 14 municípios adotem ponto eletrônico para médicos e dentistas

Subseção da OAB-ES cobra esclarecimento sobre atuação de Homero Mafra na defesa de acusado

Dary Pagung vai fechar a porta para emendas de deputados no orçamento