Seculo

 

Vale Encantado realiza sessão de cinema sobre cultura Guarani


17/07/2017 às 18:49
O Centro Cultural SERMentes, no bairro Vale Encantado, em Vila Velha, realiza nesta terça-feira (18) o Cine Vivência Guarani, de 18h às 21h. Serão exibidos três curtas-metragens de Ricardo Sá, um deles com co-produção do cacique guarani Werá Djekupe, que estará no evento, para um bate-papo com o público.

Os filmes são: “Canções de Resistência Guarani”, “Reikwaapa – Ritos de Passagem Guarani” e “Quando a Criança Nasce”. A noite terá ainda degustação de comidas típicas, encerrando o primeiro ciclo do projeto Vivências da Língua e Cultura Guarani.

A atividade faz parte do Projeto Vivências da Língua e Cultura Guarani, que acontecem há quatro meses, todo último sábado do mês. “Nós convidamos lideranças indígenas e quilombolas para partilhar conhecimentos com pessoas que queiram conhecer as ancestralidades desses povos tradicionais”, explica Lucimar de Souza Barbosa, a Parapoty, uma das coordenadoras e que cedeu um espaço em sua própria casa para a realização do Centro Cultural.

Nos próximos dias 27, 28 e 29, o SERMentes apoiará uma atividade das comunidades do Território Quilombola do Sapê do Norte, entre São Mateus e Conceição da Barra, que incluem a realização de uma feira no Parque Moscoso, em Vitória. A partir de agosto, o Projeto entra em nova fase, com aulas de língua guarani.

Serviço:

Cine Vivência: Língua e Cultura Guarani no Espírito Santo

Data: 18 de julho (terça-feira)

Horário: 18h00 às 21h00

Local: Centro Cultural SERMentes  - Rua Córrego Grande, 224, bairro Vale Encantado, Vila Velha

Mais informações na fanpae do SERMentes

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Precipitou-se

Com um olho em 2018 e outro em 2020, Luciano Rezende antecipou o processo eleitoral, mas esqueceu a Lava Jato. Aí mora o problema.

OPINIÃO
Renata Oliveira
Bicho-papão
O ajuste fiscal de Paulo Hartung precisa do exemplo do Rio de Janeiro tanto para cortar quanto para supervalorizar a liberação de recursos
JR Mignone
Qual rádio ouviria hoje?
Sinceramente, não saberia explicar que tipo de rádio eu ouviria hoje, isto é, que me motivaria a ligar o botão para ouvi-la: uma de notícia ou uma só de música selecionada
Caetano Roque
Pressão neles
O movimento sindical deve conscientizar o trabalhador sobre quem estará na disputa do próximo ano contra ele
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Precipitou-se

Posse de tucano no Turismo é demonstração interna de força de Colnago

Justiça Federal determina que 14 municípios adotem ponto eletrônico para médicos e dentistas

Subseção da OAB-ES cobra esclarecimento sobre atuação de Homero Mafra na defesa de acusado

Dary Pagung vai fechar a porta para emendas de deputados no orçamento