Seculo

 

STF encerra conflito de atribuição entre MPT e MPES durante paralisação da PM


03/08/2017 às 15:38
O Supremo Tribunal Federal (STF) acatou pedido de reconsideração procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e encerrou o conflito de atribuições entre o Ministério Público do Trabalho no Estado (MPT-ES) e o Ministério Público Estadual (MPES) durante mediação entre o movimento de familiares de policiais militares, que paralisou o policiamento ostensivo em fevereiro deste ano, e o governo estadual.

No mês de março, o MPT chegou a costurar um acordo entre os familiares, com o auxílio da Central Única dos Trabalhadores (CUT), no sentido de resolver o conflito. No entanto, o procurador-geral decidiu pelo conflito de atribuição, afastando a atuação do MPT e deixando as negociações a cargo do MPES. O caso foi levado à Procuradoria Geral da República (PGR) pelo Conselho Nacional do Ministério Público (MPES), acionado pelo MPES.

Na ocasião, foi grande a surpresa de representantes do MPT e da CUT que chegavam para a mediação designada pelo MPES com o movimento de familiares, já que foram informados que o MPT não poderia mais continuar na mediação do conflito.

A decisão de Janot na época gerou uma manifestação por parte do chefe do MPT, Estanislau Bozi, que lamentou o fato de o Ministério Público do Trabalho ter de deixar o processo negocial no momento em que acreditava ter conquistado a confiança dos atores sociais envolvidos.

Já no pedido de reconsideração, Janot aponta que decidiu pelo conflito de atribuição na época por conta da urgência e dos riscos envolvidos e que tomou a decisão sem oitiva do MPT, afastando da seara trabalhista a atuação diante do vínculo estatutário incidente sobre os policiais militares.

No entanto, o procurador-geral reconheceu que a atuação do MPT era meramente de mediação, buscando a autocomposição dos atores envolvidos, em razão do conflito, e que não afetava a atribuição do controle externo da atividade policial exercido pelo MPES.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

OPINIÃO
Piero Ruschi
O ‘Santo Graal’ de Augusto Ruschi
Eventos recentes de desrespeito ao Museu Mello Leitão, camuflados sob a criação do INMA, ressuscitam episódios históricos lamentáveis
Renata Oliveira
Uma nova bandeira se ergue
O programa de combate à violência contra a mulher leva o governador Paulo Hartung a nova narrativa para 2018
Gustavo Bastos
O verão do amor e o movimento hippie
O que representava o movimento hippie como tal era a utopia
Geraldo Hasse
As abelhas e o Agro
Alguns líderes se dão conta da mútua dependência entre animais e plantas
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Algo de novo no ar
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Contas públicas viram pano de fundo para disputa entre 'doutores' em Itapemirim

'Refiliação' de secretário aumenta tensão no PSDB

Sessão solene de homenagem a professores é marcada por protesto

As abelhas e o Agro

Bancada apresenta R$ 1,4 bi em emendas para o Espírito Santo