Seculo

 

Destempero


04/08/2017 às 10:29
O desempenho do prefeito Luciano Rezende (PPS) na prestação de contas à Câmara, nessa quinta-feira (3), repetiu as ações do vice-governador César Colnago (PSDB), no primeiro semestre do ano na Assembleia Legislativa. Diante de perguntas mais contundentes da oposição, ambos mostraram destempero, tentaram desqualificar os questionadores e saíram do prumo. Uma estratégia que não parece ser muito produtiva, que pode aumentar a popularidade dos opositores e colocar o rótulo de antipáticos nos gestores. 
 
Colnago até seguia bem na prestação de contas, mas ao ser questionado pelo deputado Sérgio Majeski (PSDB), não gostou da atitude do correligionário, que teria sorrido durante sua resposta e o clima entre os dois pesou. Como os dois são do mesmo partido, a situação ficou tensa e a classe política se questionou como seria o desempenho do governador Paulo Hartung (PMDB) naquela mesma situação, já que ele colocou o rojão no colo do vice e tirou férias, o que pareceu uma estratégia para não enfrentar oposição, situação com a qual ele não é acostumado. 
 
Luciano Rezende sempre enfrentou as prestações de contas, mas seu jeito ríspido com os vereadores que não se desdobravam em elogios ou faziam apenas pedidos para suas bases, foi constante desde o primeiro momento. Em 2016, o então vereador Bolão (PT) chegou a registrar um boletim de ocorrência contra o prefeito, que ao ser questionado sobre citação do nome de Luciano na lista da Odebrecht, foi chamado de gângster e bandido pelo prefeito. 
 
Na prestação dessa quinta, os termos foram menos pesados, mas o prefeito tomou como pessoal as críticas do vereador Roberto Martins (PTB) e respondeu as questões de forma muito ríspida. Até os questionamentos dos vereadores da base foram sempre respondidos com bombardeios de rankings de revistas e estudos nacionais, que o prefeito vem tirado da manga desde a eleição, toda vez que é confrontado. 
 
O fato é que nem o governo do Estado nem a prefeitura de Vitória sabem lidar com o tipo de oposição que vem enfrentando de lideranças que defendem um outro jeito de fazer política. É uma oposição que não guarda relação com partidos ou ocupação de cargos e que busca aprofundamento de debates e inclusão da sociedade civil nos temas cobrados. 
 
Se Hartung foge do enfrentamento, Luciano Rezende vai ter dificuldade de lidar com ele nos próximos quatro anos. O governador vê seu opositor crescer em popularidade em passos largos, será que a política de isolamento do grupo do prefeito para com o vereador vai funcionar?
 
Fragmentos
 
1 – Vandinho Leite (PSDB) é conhecido por não se acomodar nos cargos que ocupa desde que presidiu a comissão de educação na Assembleia. Agora, na Secretaria de Ciência e Tecnologia já se movimenta pelo Estado todo com cursos profissionalizantes para os estudantes do ensino médio. 
 
2 – O presidente da 3ª. Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB/ES, de Linhares, Rodrigo Dadalto, esteve na tarde desta quinta-feira (3), na sede da Guarda Municipal do município para se retratar com os agentes de transito por causa da atitude de um advogado. Na última terça-feira (1), o tal advogado agrediu um agente de trânsito no Centro da cidade. O agente presenciou o advogado discutindo com outro homem e aproximou-se para evitar uma confusão e levou um tapa.
 
3 – O prefeito Luciano Rezende, durante a prestação de contas na Câmara, nessa quinta (3), criticou servidores que protestavam por causa do auxílio-alimentação, dizendo que eles abandonaram os postos de trabalho. Mas não se incomodou com a claque que foi lá para aplaudi-lo. Não estavam também em horário de trabalho?

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

O poder político mudou de domicílio

Perfil de Marcelo Santos, um viciado governista, não interessa a PH no Tribunal de Contas. Mas, sim, um aliado fiel para todas as intempéries

OPINIÃO
JR Mignone
Sessão nostalgia
Músicas do passado continuam soberanas, encantando novos ouvintes e matando a saudade dos mais velhos
Geraldo Hasse
Aprimorando a arte das panacéias
Proliferam nas ruas os vendedores de panos de prato a 10 reais por meia dúzia
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

O poder político mudou de domicílio

Polêmico projeto da Marina de Vitória é tema de audiência pública na Câmara