Seculo

 

Concerto gratuito de música clássica na Praia de Camburi


10/08/2017 às 12:42
Neste sábado (12), às 17h, a Orquestra Petrobras Sinfônica realiza um concerto aberto e gratuito, na Praia de Camburi, em Vitória. O evento faz parte das ações comemorativas dos 60 anos da presença da companhia no Estado. A regência ficará por conta do maestro Carlos Prazeres, filho do fundador da orquestra Armando Prazeres, morto em 1999.
 
Criada pelo maestro Armando Prazeres, a orquestra conta com uma formação de mais de 80 instrumentistas e tem como diretor artístico e  regente titular o maestro Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional.
 
A Orquestra Petrobras Sinfônica já percorreu 50 cidades e tem cerca de duas mil horas de música em sua bagagem de 30 anos. Entre os nomes famosos que já tocaram com ela, estão Gilberto Gil, Gal Costa, Joshua Bell, Nelson Freire e Mischa Maisky. No repertório do próximo show, serão executadas composições de Vella-Lobos, Rossini, Brahms, Mateus Freire e Franz Von Suppé.
 
A última vez que a Orquestra esteve na capital capixaba foi em dezembro de 2014 na turnê de aniversário do Maestro Isaac Karabtchevsky. "O concerto foi um verdadeiro sucesso, com ingressos esgotados. É muito gratificante estar de volta a essa cidade", lembra o maestro Carlos Prazeres. Também é a segunda vez que a orquestra se apresenta numa praia, a primeira vez foi em Copacabana, no Rio de Janeiro, em 2009.
 
A Petrobras completa 30 anos de patrocínio da Orquestra Petrobras Sinfônica em 2017. A Orquestra Petrobras Sinfônica está entre os principais conjuntos da América Latina, com o objetivo de democratizar acesso à música clássica e de renovar o público do gênero.
 
Serviço:

Concerto Orquestra Petrobras Sinfônica 
Local: Praia de Camburi, em Vitória, entre os quiosques 6 e 7. 
Dia: sábado (12)
Horário: 17h
Aberto e gratuito

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Precipitou-se

Com um olho em 2018 e outro em 2020, Luciano Rezende antecipou o processo eleitoral, mas esqueceu a Lava Jato. Aí mora o problema.

OPINIÃO
Renata Oliveira
Bicho-papão
O ajuste fiscal de Paulo Hartung precisa do exemplo do Rio de Janeiro tanto para cortar quanto para supervalorizar a liberação de recursos
JR Mignone
Qual rádio ouviria hoje?
Sinceramente, não saberia explicar que tipo de rádio eu ouviria hoje, isto é, que me motivaria a ligar o botão para ouvi-la: uma de notícia ou uma só de música selecionada
Caetano Roque
Pressão neles
O movimento sindical deve conscientizar o trabalhador sobre quem estará na disputa do próximo ano contra ele
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Bicho-papão

Posse de tucano no Turismo é demonstração interna de força de Colnago

Subseção da OAB-ES cobra esclarecimento sobre atuação de Homero Mafra na defesa de acusado

Justiça Federal determina que 14 municípios adotem ponto eletrônico para médicos e dentistas

Dary Pagung vai fechar a porta para emendas de deputados no orçamento