Seculo

 

Audiência pública discute instalação de Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil em Cariacica


13/08/2017 às 18:51
Entre novembro de 2015 e novembro de 2016, foram realizados 716 encaminhamentos de crianças e adolescentes de Cariacica, que sofrem de transtorno mental, para unidades de saúde especializadas. Esse número leva em conta apenas os pedidos realizados pelas unidades socioeducativas, abrigos e Conselhos Tutelares do município. Os dados são dos Defensores Públicos Thaiz Onofre e Paulo Antônio dos Santos, do Núcleo da Infância e Juventude.
 
Devido à urgência da instalação de um Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil (CAPSi)  em Cariacica, a Defensoria Pública do Estado (DPES) vai organizar uma audiência pública sobre o assunto na próxima quarta-feira (16). O encontro será realizado no Núcleo de Atendimento da Defensoria, no bairro de Campo Grande. As inscrições serão realizadas no próprio dia e local do encontro.
 
O número de encaminhamentos demonstra a necessidade de um serviço especializado para crianças e adolescentes neste município da Grande Vitória. Hoje o serviço é prestado pelo CAPSi, que está presente em apenas duas cidades capixabas, em Vitória e Serra.
 
A Defensoria espera que estejam presentes na audiência coletivos, fóruns, órgãos e entidades estaduais e municipais com atividades ligadas à promoção de direitos de crianças e adolescentes; além da população local, especialistas e estudiosos nas áreas de saúde mental e psicossocial de crianças e adolescentes.
 
A audiência tem a intenção de colher contribuições desse público e também pretende informar sobre a importância do centro para o município. O CAPSi realiza o acolhimento, tratamento e reinserção social de crianças e adolescentes, com idade entre zero e 18 anos, que tenham transtornos mentais graves e persistentes.
 
Neste caso, enquadram-se pessoas com algum comprometimento psíquico, como autismo, psicoses e neuroses graves; aquelas com necessidades decorrentes do uso de drogas; e todos que, por sua condição, estão impossibilitados de estabelecer e manter laços sociais.
 
Cabe aos centros diminuir e evitar internações psiquiátricas e se articular com a rede de serviços da comunidade de modo a favorecer a reinserção social.
 
Em julho deste ano, foi inaugurado uma unidade do CAPSi no município de Serra, o segundo do Estado. O primeiro CAPSi capixaba foi inaugurado em setembro de 2007, em Vitória. No Brasil, existem 196 unidades, segundo o site “Observatório Crack”, do Portal Brasil do governo federal.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Devoção' cega

Enquanto lideranças partidárias ecoam o ‘Volta Hartung’, o próprio lava as mãos e deixa seu exército fiel em apuros nas eleições deste ano

OPINIÃO
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Geraldo Hasse
Notícias do fundo do poço
Se não ceder às pressões externas, a Petrobras pode voltar a liderar a economia
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Além das lágrimas
MAIS LIDAS

Ministério Público investiga suspeita de cartel em licitações da Secretaria de Agricultura

Amancio, um cantador da capoeira

Vagas no Senado viram a grande disputa deste ano no Espírito Santo

A quadrilha democrática da Rua Sete

Contratação do Instituto da Mata Atlântica gera PAD contra gerente do Iema