Seculo

 

Exposição ‘Transposições’ promove oficinas e debates no Mucane


16/08/2017 às 13:15
Como parte da programação da exposição "Transpotências", acontece, a partir deste sábado (19), uma série de ações socioeducativas com a proposta de discutir cidadania e direitos da população trans, por meio de oficinas, debates e visitas mediadas. Os encontros acontecem no Museu Capixaba do Negro "Verônica Pas" (Mucane), localizado na avenida República, 121, no Centro Histórico de Vitória.

Cada oficina terá três horas de duração, divididas entre roda de conversa, debate e visita mediada à exposição. "As oficinas surgem como uma forma de ampliar o debate para um campo mais concreto, através de reflexões sobre políticas públicas, saúde, segurança e educação, relacionando tais eixos à temática trans", afirmou a fotógrafa e idealizadora da mostra, Aidê Malanquini.

Para se inscrever, basta enviar o nome completo e o número de um telefone de contato para o e-mail transpotencias@gmail.com e colocar no campo "assunto": Inscrição - nome da oficina - data.

Diálogos

As oficinas têm o objetivo de produzir diálogos sobre o universo das travestis e mulheres trans, além de abordar temas voltados para políticas públicas importantes nas áreas da educação, saúde e segurança pública.

"Haverá uma busca em produzir diálogos com os trabalhadores dessas políticas em prol da construção de serviços mais acolhedores, que respeitem as identidades de gênero e o nome social e que respondam com melhor qualidade as demandas dessa população", explicou o pesquisador Pablo Rocon.

"Serão trazidos aos encontros conteúdos teóricos que alimentem e fomentem os debates, mas tentando escapar de um clima 'sala de aula'. Espera-se também que as/os participantes possam ser multiplicadores dos diálogos produzidos nas oficinas em seus espaços", finaliza Pablo.

Mostra
 
A mostra "Transpotências", que conta com curadoria da fotógrafa Luara Monteiro, reúne 39 fotografias que apresentam um olhar cotidiano sobre três mulheres transexuais. A proposta é colaborar para a criação de um novo olhar sobre o universo da transexualidade.

Programação

Sábado (19)
- Fotografia para Educadores, das 9 às 12 horas
- Gênero, Transexualidade e Segurança Pública, das 14 às 17 horas
Público-alvo: profissionais da segurança e público em geral

26 de agosto 
- Gênero, Transexualidade e Políticas de Saúde, das 14 às 17 horas
Público-alvo: profissionais de sáude e público em geral
2 de setembro
 
- Gênero, Transexualidade, Segurança Pública e Políticas de Educação, das 14 às 17 horas
Aberta ao público em geral

9 de setembro
- Gênero, Transexualidade, Políticas de Educação, das 9 às 12 horas
Público-alvo: professores e público em geral

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Tabuleiro de 2018

Ele já negou intenção de deixar o PT ou mudanças de planos, mas movimentações de Givaldo continuam chamando atenção do mercado político

OPINIÃO
Editorial
Fosso social
No Espírito Santo, população negra é mais vulnerável à violência, é maioria no sistema carcerário e nas filas de desempregados
Renata Oliveira
Solidão sem fim
A oposição de Majeski na Assembleia não encontra coro entre os pares, nem no grupo arredio
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Caetano Roque
A força da CUT
É hora de a Central assumir sua função de agregadora dos trabalhadores e das bandeiras de luta
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

'Orgânico não tem que ser caro'

Tabuleiro de 2018

Conselheiro José Antônio Pimentel vira réu em ação penal por corrupção

Eleição da nacional alimenta divisão no PSDB capixaba

Cariacica pode ter redistribuição de votos para disputa eleitoral de 2018