Seculo

 

TCE julga improcedente denúncia contra patrocínio a evento evangélico em Vila Velha


02/09/2017 às 18:58
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) julgou improcedente uma denúncia de irregularidades no patrocínio da Prefeitura de Vila Velha ao evento evangélico Proclamação do Evangelho 2015, ocorrido em maio daquele ano, durante os festejos dos 480 anos do município. A representação do Ministério Público de Contas (MPC) pedia a devolução dos R$ 149.995 mil que a gestão do então prefeito Rodney Miranda (DEM), secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, fez à Associação dos Pastores Evangélicos de Vila Velha (Aspevive) para a realização do evento. 
 
O órgão questionou a relevância turística e cultural do evento e citou a vedação constitucional ao fomento a cultos religiosos.
 
No entanto, a instrução técnica elaborada pela Secretaria de Controle Externo de Denúncias e Representações do TCE opinou pela improcedência da representação, determinando apenas a adoção de medidas administrativas para verificar a prestação de contas referente ao patrocínio. Em seguida, o próprio MPC opinou por acompanhar o entendimento da equipe técnica.
 
O relator Domingos Augusto Taufner entendeu o caso pode acolher o artigo 180 da Constituição Federal, ou seja, fomento ao turismo, desde que se possa apontar a primazia do caráter turístico sobre a questão religiosa.
 
O relator também ponderou que a mera contratação de shows religiosos só poderia ser entendida como subvenção se houvesse exclusividade de público, ou seja, a predominância do interesse de um grupo religioso em relação ao interesse público em geral. “Verifica-se que o evento era aberto ao público, no Parque da Prainha, de modo que não estava restrito a um público fechado”, disse.
 
O TCE apenas determinou que o secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Luiz Felipe Faria de Azevedo, adote medidas administrativas para verificar a prestação de contas referente ao patrocínio.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Alternativas

Com a mudança no tabuleiro eleitoral do Estado, os olhares se voltam para o palanque de Casagrande e pacto com Rose. Governo, Senado...quem vai?

OPINIÃO
Editorial
Castigada seja a hipocrisia!
Ideal, mesmo, seria ver tamanha indignação dos deputados estaduais no debate sobre nudez artística em casos reais de atentado à paciência da sociedade
Geraldo Hasse
Manobras perigosas
Os empresários, que surfaram na onda de Lula, estão assustados com a pororoca de Temer
JR Mignone
Banalização
O carnaval fez com que se desse uma trégua nas informações sobre política no Brasil
Roberto Junquilho
Hora do plano B
Os planos de Hartung e Colnago retornam à estaca zero com a saída de Luiz Paulo do PSDB
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

A arte de pilotar motocicletas – ou com Chico na garupa
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Yes, nós também!
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Saída de Luiz Paulo deve provocar esvaziamento do PSDB no Estado

Operação tartaruga na educação em Linhares tem 90% de adesão

Cadeirante processa plano de saúde e laboratório por atendimento vexatório

Polícia Militar tenta calar cabos e soldados após publicações na internet

MPC pede condenação de ex-presidente da Câmara por gastos com viagem à China