Seculo

 

ANTT vai cobrar estudos da ECO 101 para readequação do contrato


06/09/2017 às 15:23
Em reunião nessa terça-feira (5), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou à Comissão Externa de Fiscalização da BR-101 da Câmara dos Deputados que vai cobrar da ECO 101 estudos para a readequação do contrato de concessão. A empresa anunciou, em julho, que desistiria das obras de duplicação da rodovia e, junto, apresentou um plano de revisão do contrato. 
 
A agência informou, ainda, que rejeitou um primeiro estudo apresentado pela empresa por considerá-lo insuficiente quanto ao planejamento na escala de tempo e às informações de pedágio. A agência aguarda uma proposta da ECO 101 considerando o cumprimento de toda a duplicação e a edição da medida provisória pelo Governo Federal alargando o prazo de revisão de cronograma de obras de cinco para 14 anos.
 
As propostas de duplicação parcial e terceiras faixas, que provocaram ampla rejeição no estado, também serão consideradas. 
 
“Temos uma nova reunião com a ANTT, ainda a ser agendada, para saber se a empresa cumpriu o solicitado e conhecer a proposta mais adequada na avaliação da agência. O importante, para nós, é que o usuário não seja ainda mais prejudicado pelos aumentos de pedágio sem que as obras saiam efetivamente do papel”, destacou o coordenador da comissão, deputado federal Marcus Vicente (PP).
 
A empresa põe a culpa a crise econômica nacional e capixaba pelo atraso nas obras. Em mais de uma ocasião, representantes da ECO 101 destacaram que a estiagem de 2016, que afetou a agricultura, o fim do Fundap e a paralisação da Samarco, junto com o cenário de recessão nacional, abalaram a receita da concessionária, que registrou redução de 18% no tráfego da rodovia entre 2014 e 2016.
 
A empresa culpa também a lentidão do processo de licenciamento ambiental e problemas com desapropriações e desocupações das faixas de domínio.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Cara e crachá

Uns publicaram vídeos e notas nas redes sociais, outros só notas, outros nada. Mas a CPI da Lava Jato continua na conta dos deputados arrependidos

OPINIÃO
Editorial
A Ponte da Discórdia
Terceira Ponte entra novamente no centro dos debates políticos em ano eleitoral. Enquanto isso, a Rodosol continua rindo à toa...
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uma revoada de colibris
MAIS LIDAS

Visita de interlocutores de Hartung a Rodrigo Maia sinaliza mudança de cenário

Juiz Leopoldo mais próximo de ir a Júri Popular por assassinato de Alexandre Martins

Contrato do governo do Estado com a Cetesb sobre poluição do ar continua sigiloso

Hartung, o suspense

LDO será votada na próxima segunda-feira na Assembleia