Seculo

 

PT Nacional divide poder no Estado e dá ultimato para saída do governo


07/09/2017 às 12:20

A presidência nacional do PT divulgou nessa quarta-feira (6) uma nota sobre o entendimento em relação à divisão de poder no diretório capixaba. O encontro de representantes do Estado com a presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann, construiu um acordo para a unidade partidária, mas as divergências sobre a eleição de maio passado serão levadas ao Diretório Nacional.

“As divergências havidas ao longo deste processo, além de tratadas no foro adequado a ser instalado na próxima reunião do Diretório Nacional, serão com certeza superadas  neste amplo esforço de diálogo, possível com a recomposição de nossa Direção  Estadual”, diz a nota.

A divergência se deu porque a chapa Para Voltar a Sonhar, do deputado federal Givaldo Vieira, denunciou irregularidades no processo, que foi vencido pelo ex-prefeito de Vitória, João Coser. Pelo acordo firmando, o grupo de Givaldo poderá indicar nove membros, garantido a proporcionalidade na Executiva Estadual.

“O Diretório Estadual do PT será recomposto unitariamente com a participação de todas as chapas que se inscreveram no Congresso Estadual, adotando o critério da proporcionalidade qualificada para escolha das funções que cada chapa terá a cargo na Executiva Estadual”, diz a nota do PT Nacional.

Outra definição da Nacional é o ultimato para que os membros do parido que ainda participem de governos do PMDB no Estado deixem o cargo, uma decisão tomada no congresso estadual de maio, por maioria, e que segundo o PT nacional, deve ser cumprida no Estado.

“O PT do Espírito Santos se referencia nas decisões do 6º Congresso Nacional do PT e de sua etapa estadual para efetivar a oposição aos governos Paulo Hartung e Michel Temer em defesa do povo capixaba e brasileiro, de seus direitos e da democracia”, aponta o documento.

O partido deve notificar os filiados e filiadas que ainda permaneçam nessa  condição, caso  não  solicitem  imediata  exoneração,  tomando  as  medidas administrativas necessárias.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
E o Homero, hein?

Defender o ex-marido da médica Milena Gottardi deve custar profundos arranhões a Homero Mafra

OPINIÃO
Editorial
Um Estado que mata suas mulheres
Crime da médica Milena Gottardi chama atenção para os casos de feminicídios, que fazem do ES um dos estados mais violentos do País para as mulheres
Piero Ruschi
ES: um inferno promissor economicamente moldado
Discursos empresariais e políticos são carregados de conotações sustentáveis, mas a verdadeira sustentabilidade não está incluída no planejamento econômico
Renata Oliveira
PSDB repete PT
A possibilidade de uma manobra no ninho tucano para eleger quem Hartung quer lembra a eleição do PT no inicio do ano
Gustavo Bastos
O Diabo é o pai do rock
Um fenômeno que envolve satanismo no rock e na música é a prática de rodar os discos ao contrário
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

PSDB repete PT

A doença da intolerância

Governo nomeia 30 auditores fiscais do concurso de 2013

E o Homero, hein?

Projeto revive o Melpômene, um dos teatros mais importantes da história capixaba