Seculo

 

Em busca de visibilidade, lideranças políticas deixam fidelidade de lado


08/09/2017 às 10:38
Fidelidade não está na ordem do dia para boa parte das lideranças políticas capixabas, que estão mais preocupados em ganhar visibilidade. Neste momento, duas lideranças do PMDB fazem movimentos eleitorais em direção ao Palácio Anchieta: o próprio governador Paulo Hartung, que deve buscar a reeleição, e a senadora Rose de Freitas, que não esconde seu desejo de ser governadora do Estado.
 
Na comemoração ao Dia da Independência, que este ano foi levada para LInhares, norte do Estado, essa “infidelidade” ficou patente em relação ao prefeito da Serra Audifax Barcelos (Rede). Entre as diversas lideranças políticas que participaram do evento, Audifax foi o convidado especial do governador Paulo Hartung. Eles chegaram juntos no helicóptero. Em seguida, o prefeito posou para foto ao lado do governador (abaixo).
 
 
A aproximação chama atenção porque no sábado (2), o prefeito, que também é a principal liderança da Rede no Estado, esteve nas comemorações da emancipação política do município de Água Doce do Norte, na região noroeste. Ele fez parte do grupo que se reuniu com a senadora Rose de Freitas (PMDB), que fez entregas no município (foto abaixo), numa clara movimentação eleitoral de olho da eleição do próximo ano.
 
 
Audifax não é o único que vem se movimentando ao lado de lideranças que vislumbram o Palácio Anchieta. A deputada Raquel Lessa (SD), que tem cadeira cativa nas comitivas do governador Paulo Hartung em suas andanças pelo Estado, também marcou presença no evento puxado por Rose de Freitas.
 
Para os meios políticos, essa divisão mostra que ninguém quer fazer apostas cegas para um jogo político que promete ser bem atípico no próximo ano. Além disso, revela que Hartung vem encontrando dificuldades para refazer o arranjo político de unanimidade que sustentou seu governo por dois mandatos.
 
Por isso, para alguns observadores, as investidas do peemedebista, em nível nacional, teriam o objetivo de ampliar sua imagem e força política no Estado para tentar desestimular os futuros opositores na disputa ao governo, deixando o terreno livre.
 
A movimentação mostra ainda que embora a possível candidatura da senadora Rose de Freitas tenha sido vista como um cenário controlado pelo governador, sua musculatura política hoje a transforma em uma adversária perigosa, da qual Hartung teria perdido o controle, tornando arriscado um enfrentamento, principalmente porque ela tem conseguido atrair e fortalecer a presença de lideranças que podem dar um rótulo de oposição ao seu palanque, como o ex-governador Renato Casagrande (PSB) e os deputados Theodorico Ferraço (DEM) e Josias Da Vitória (PDT).

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Lá e cá

Enquanto Rose volta a se movimentar em Brasília, Casagrande delimita território no Estado. Cada um no seu quadrado...

OPINIÃO
Gustavo Bastos
Black Block
Pensou que a poeira iria baixar, que ele estava mascarado e ninguém iria identificá-lo. Resolveu ir ao RJ...
Geraldo Hasse
Vendilhões no comando
Os governos petistas deram mole aos Mercados, mas o MDB escancara a prática do entreguismo
Roberto Junquilho
Nem tudo o que parece é!
Investigação a Ferraço, exoneração no Iema...casos podem dar dor de cabeça aos envolvidos em ano de eleição
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Admirável mundo novo
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Familiares de soldado preso fazem manifestação em frente ao comando da PM

Bancários param atividades nas agências do BB por uma hora nesta sexta-feira

Filho de Jango vem a Vitória em março e lança candidatura à Presidência

Graffiti e o não graffiti de Renato Ren

Anama expõe argumentos ineptos da ArcelorMittal para se livrar de ação na Justiça