Seculo

 

Justiça vai tentar conciliação em ação sobre contrato de concessão da Rodosol


09/09/2017 às 14:12
A Justiça estadual está abrindo uma nova frente de composição entre o Ministério Público, Estado e a concessionária Rodovia do Sol S/A (Rodosol). Na última semana, o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Felippe Monteiro Morgado Horta, marcou uma nova audiência de conciliação entre as partes na ação civil pública que pede a nulidade do contrato de concessão assinado em 1998. O encontro acontece no próximo dia dois de outubro.

No despacho assinado no último dia 1º, o magistrado disse que vislumbra a possibilidade de consenso em pelo menos uma “parcela do objeto litigioso”. Neste processo (1147553-37.1998.8.08.0024), o órgão ministerial aponta irregularidades no contrato de concessão da Terceira Ponte e do trecho da rodovia ES-060 (Rodovia do Sol). Neste caso, a Justiça determinou a redução do valor do pedágio ao custo da manutenção da ponte até a conclusão da auditoria pelo Tribunal de Contas (TCE).

Essa não será a única tentativa de um acordo sobre o polêmico contrato da Rodosol. Em abril deste ano, o próprio Tribunal de Justiça, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e Cidadania (Nupemec), iniciou uma conciliação sobre questões relativas ao contrato, que também é alvo de outras ações judiciais. Em um dos casos, o MPES denunciou obras e serviços não-realizados pela concessionária que, de acordo com a ação, cobraria o valor dos usuários.

Segundo o Ministério Público, todas essas irregularidades foram constatadas pela área técnica do Tribunal de Contas no relatório da auditoria, que tramita desde 2013 na Corte, e começou a ser julgado no final do ano passado. O órgão defende ainda uma adequação no valor do pedágio, caso seja constatada a cobrança por serviços não-prestados pela concessionária.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Quem dá mais?

Enquanto o mercado político se divide cada vez mais entre o bloco palaciano e o puxado por Casagrande, Audifax segue com acenos para o lado que mais convém

OPINIÃO
Editorial
Castigada seja a hipocrisia!
Ideal, mesmo, seria ver tamanha indignação dos deputados estaduais no debate sobre nudez artística em casos reais de atentado à paciência da sociedade
Piero Ruschi
A decadência da celulose
O plantio de eucalipto destinado à produção de celulose no Estado sofrerá reduções extremamente positivas ao capixaba
Gustavo Bastos
Conto carnavalesco
''Qual é o sentido do carnaval para você?''
Geraldo Hasse
Manobras perigosas
Os empresários, que surfaram na onda de Lula, estão assustados com a pororoca de Temer
JR Mignone
Banalização
O carnaval fez com que se desse uma trégua nas informações sobre política no Brasil
Roberto Junquilho
Hora do plano B
Os planos de Hartung e Colnago retornam à estaca zero com a saída de Luiz Paulo do PSDB
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

A arte de pilotar motocicletas – ou com Chico na garupa
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Yes, nós também!
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Castigada seja a hipocrisia!

Quem dá mais?

Polícia Militar tenta calar cabos e soldados após publicações na internet

Ricardo Ferraço ensaia chapa casada ao Senado com Amaro Neto

Estudantes reagem contra manutenção do reajuste na passagem de ônibus