Seculo

 

A menos de um mês para o pleito, esquenta o clima eleitoral em Fundão


09/09/2017 às 19:05

Faltando menos de um mês para a eleição extemporânea no município de Fundão, o clima na cidade é efervescente, com os dois candidatos dividindo bem o eleitorado em suas campanhas, e a tendência é de que o clima esquente até 1 de outubro, quando acontecerá a votação. Provocações nas redes sociais e entre correligionários é o que não falta em uma disputa com apenas dois nomes no cenário: Pretinho Nunes (PDT) e João Manoel (DEM).

O grupo do pedetista mudou de estratégia, se no início estava evitando colar a imagem em Anderson Pedroni (PSD), candidato impugnado na eleição passada, agora aposta na transferência de votos. É que no período que antecedeu a disputa, comentava-se na cidade que muitos eleitores não estavam satisfeitos com o fato de terem de voltar às urnas e que isso aconteceu porque Pedroni não conseguiu cumprir a garantia feita no pleito de 2016, de que reverteria o processo na justiça.

Mesmo com cerca de 70% dos votos, não conseguiu tomar posse. O grupo tem investido contra o palanque do adversário, dizendo que ele esconde apoiadores, mas do lado do demista a situação é mais tranqüila, sem ataques diretos.

O discurso, porém, é duro. O fato de Fundão nos últimos anos não conseguir ter estabilidade política na prefeitura, incluindo a passagem de Pedroni pela administração, vem pautando a campanha de João Manoel, que já disputou três vezes o comando do município.

As convenções dos dois grupos no mês passado mostrou a divisão da cidade e das forças políticas, sinalizando que o pleito de outubro pode ser bem diferente do que aconteceu na cidade no ano passado. Enquanto Pretinho aposta na transferência de votos do aliado, o outro lado tenta conquistar os insatisfeitos com o processo eleitoral de 2016.
 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Lá e cá

Enquanto Rose volta a se movimentar em Brasília, Casagrande delimita território no Estado. Cada um no seu quadrado...

OPINIÃO
Gustavo Bastos
Black Block
Pensou que a poeira iria baixar, que ele estava mascarado e ninguém iria identificá-lo. Resolveu ir ao RJ...
Geraldo Hasse
Vendilhões no comando
Os governos petistas deram mole aos Mercados, mas o MDB escancara a prática do entreguismo
Roberto Junquilho
Nem tudo o que parece é!
Investigação a Ferraço, exoneração no Iema...casos podem dar dor de cabeça aos envolvidos em ano de eleição
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Admirável mundo novo
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Familiares de soldado preso fazem manifestação em frente ao comando da PM

Bancários param atividades nas agências do BB por uma hora nesta sexta-feira

Filho de Jango vem a Vitória em março e lança candidatura à Presidência

Graffiti e o não graffiti de Renato Ren

Anama expõe argumentos ineptos da ArcelorMittal para se livrar de ação na Justiça