Seculo

 

Setop publica resultado de licitação para auditoria independente nos contratos do Transcol


11/09/2017 às 11:53
A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) publicou no Diário Oficial desta segunda-feira (11) o resultado de abertura das propostas da licitação para uma auditoria independente nos contratos de concessão do Transcol, o sistema metropolitano de transporte público. O consórcio Quantum-Locale ficou em primeiro lugar com valor global de R$ 800 mil. A abertura dos envelopes de habilitação acontece nesta terça-feira (12).
 
O governo Paulo Hartung (PMDB) publicou em abril o edital para realização de auditoria nos contratos de licitação do Transcol firmado em 2014, na gestão Renato Casagrande (PSB). O objetivo é subsidiar o processo de revisão tarifária previsto. O custo da licitação é de R$ 1,4 milhão, com prazo de um ano para o término dos trabalhos.
 
Segundo o edital, um dos objetos é a “verificação independente de todos os dados econômico-financeiros adotados pelas concessionárias em suas propostas financeiras vencedoras da licitação” para verificar a coerência os dados apresentados e os cálculos efetivamente realizados de certos índices das planilhas de custos (como Preço/Km).
 
Outro objeto é a elaboração de um relatório técnico com recomendações ao estado de adoção de medidas corretivas de procedimentos ou de gestão contratual. O objetivo é eventuais incoerências verificadas pelo estudo, desde a planilha de custos apresentada na proposta, de cálculo tarifário, da gestão do contrato ou mesmo ajustes que devem ser feitos nas próprias regras do contrato.
 
O objetivo, aqui, é verificar se existem custos excessivos ou insuficientes para a prestação do serviço licitado. O estudo também contempla a realização de consultoria para elaboração de um modelo de revisão tarifária por meio de planilhas eletrônicas para utilização por técnicos da Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) para monitoramento da Taxa Interna de Retorno (TIR).
 
Por fim, o estudo também vai analisar o pedido de reequilíbrio econômico financeiro apresentado pelas concessionárias em 2016. A Setop criou, então, uma comissão para analisar o relatório de uma auditoria em que os consórcios operadores do sistema reivindicam do Estado o resgate do equilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão. As empresas alegaram queda de demanda e contestam a concessão de apenas um reajuste de tarifa em 21 meses de vigência do contrato, iniciado em julho de 2014.
 
A licitação do Sistema Transcol foi disputada por dois consórcios, que dividiram o objeto da contratação, a operação das linhas de transporte coletivo na Região Metropolitana da Grande Vitória.  O consórcio Atlântico Sul é formado pelas empresas Metropolitana, Praia Sol, Serramar, Vereda, Santa Paula e Serrana. Já o consórcio Sudoeste é composto pelas empresas Santa Zita, Granvitur, Unimar, Satélite e Nova.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Tudo em casa

A eleição do PSDB capixaba acabou, mas não para o novo presidente do partido, César Colnago...

OPINIÃO
Editorial
'Caos' das artes
Previsão de gastos com Cais das Artes até 2018 daria para comprar 60 clubes iguais ao Saldanha da Gama
Piero Ruschi
Perseguição à honra de Ruschi
Infelizmente, de nada valeram meus 14 anos de contribuição mediante a minha postura de defender o Museu Mello Leitão, criado por meu pai
Renata Oliveira
HH ganha força
O fortalecimento do presidenciável Luciano Huck influencia na escolha do governador Paulo Hartung, que tenta ser vice do apresentador
Gustavo Bastos
Bancas de jornal
A banca de jornal, hoje, é um mundo que tem tudo
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Morre desembargador Carlos Henrique Rios do Amaral (1945-2017)

Município de Ibitirama é condenado a indenizar servidor vítima de assédio moral

Tudo em casa

Juiz eleitoral arquiva denúncia contra prefeito de Ponto Belo

Trabalhadores da Vale aprovam contraproposta para fechamento do acordo coletivo