Seculo

 

Prioridades


11/09/2017 às 12:02
Mais uma tragédia no trecho capixaba da BR-101 deixa estarrecida e indignada a classe política. Pela manhã, o governador Paulo Hartung (PMDB) pediu uma audiência com o presidente Michel Temer (PMDB) para discutir o assunto. Em mais uma reunião sobre o problema com o governo federal. Essa vai ser a segunda vez em dois meses que Hartung se encontra com o presidente para debater os graves acidentes na rodovia que está sob concessão. 
 
Nas redes sociais, também não falta indignação da classe política, sempre cobrando da concessionária, que se recusa a dar início às obras de duplicação da estrada. Mas não seria a hora de parar com o discurso, com os encontros e partir para o ataque mesmo. Será mesmo que abrir uma nova licitação agora é vantagem mesmo? 
 
Será que se houvesse de fato uma união das forças políticas do Estado em prol de um propósito comum não seria mais vantajoso. Mas quando a gente recorda os encontros separados com os representantes do governo federal no Estado, percebe-se que a prioridade não parece ser essa. 
 
Cada um puxa para si o debate, mas sem conseguir de fato uma solução, o que torna o discurso redundante e inócuo. Enquanto isso, as tragédias continuam acontecendo, acrescentando mais medo e impotência à população que na verdade paga por tudo isso, sendo a rodovia pedagiada ou não. 
 
É preciso ampliar o olhar sobre a rodovia da morte. Além do péssimo estado da via, há ainda um desfile de imprudências e desmandos, desde o peso das carretas que circulam pelo Estado, que tem fiscalização falha até a polêmica do posto fantasma de Mimoso do Sul. 
 
A rodovia é federal, não cabe o controle do Estado, mas em um Estado que fala tanto em retomada da unanimidade, da busca da união das forças políticas, não poderia canalizar essa energia para algo e favor da solução dos gargalos do Estado? 
 
Fragmentos:
 
1 – Diante do abandono dos prefeitos da Grande Vitória em tomarem a frente na discussão da Região Metropolitana, quem acabou surfando nesse debate foi o secretário de Desenvolvimento Urbano, Rodney Miranda (DEM), que tem comandado os debates.
 
2 – Somando-se a isso a indisposição do demista com seu sucessor na prefeitura de Vila Velha, Max Filho (PSDB), observa-se a criação de um projeto visando o seu retorno à disputa municipal em 2020. Lembrando que Rodney foi bem votado na disputa de 2016. Ficou em terceiro.
 
3 – Mas, antes disso, Rodney tem a eleição de 2018 pela frente e também tem se movimentado Estado adentro no sentido de aumentar seu capital político. Embora não incomode, ainda, os deputados estaduais, é outra liderança da equipe de Hartung que tem se movimentado intensamente pelo Estado.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Quem dá mais?

Enquanto o mercado político se divide cada vez mais entre o bloco palaciano e o puxado por Casagrande, Audifax segue com acenos para o lado que mais convém

OPINIÃO
Editorial
Castigada seja a hipocrisia!
Ideal, mesmo, seria ver tamanha indignação dos deputados estaduais no debate sobre nudez artística em casos reais de atentado à paciência da sociedade
Piero Ruschi
A decadência da celulose
O plantio de eucalipto destinado à produção de celulose no Estado sofrerá reduções extremamente positivas ao capixaba
Gustavo Bastos
Conto carnavalesco
''Qual é o sentido do carnaval para você?''
Geraldo Hasse
Manobras perigosas
Os empresários, que surfaram na onda de Lula, estão assustados com a pororoca de Temer
JR Mignone
Banalização
O carnaval fez com que se desse uma trégua nas informações sobre política no Brasil
Roberto Junquilho
Hora do plano B
Os planos de Hartung e Colnago retornam à estaca zero com a saída de Luiz Paulo do PSDB
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

A arte de pilotar motocicletas – ou com Chico na garupa
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Yes, nós também!
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Castigada seja a hipocrisia!

Quem dá mais?

Polícia Militar tenta calar cabos e soldados após publicações na internet

Ricardo Ferraço ensaia chapa casada ao Senado com Amaro Neto

Estudantes reagem contra manutenção do reajuste na passagem de ônibus