Seculo

 

Sede do Incaper está em condições precárias, colocando servidores em risco


11/09/2017 às 18:25
O Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos-ES) fez uma vistoria com um técnico em Segurança do Trabalho na sede do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em Vitória, em que constatou que a precariedade também podem ser verificada no local.

O sucateamento na autarquia também se estende a escritórios regionais e fazendas, que têm estruturas precárias e falta de recursos humanos e materiais.

Na sede da autarquia, o técnico constatou a edificação tem problemas estruturais, com rachaduras, infiltrações, mofo e umidade em diversas salas. Em alguns setores há vigas deterioradas e com rachaduras.

Nas salas, há exposição de fios elétricos e instalações inadequadas. Em algumas dessas salas há um emaranhado de fios elétricos em ligações precárias, necessitando reparos em todos os setores que existem instalações inadequadas.

De acordo com o relatório, as rachaduras nos pilares não oferecem segurança para os servidores; a iluminação artificial é inadequada, faltando lâmpadas e organização dos diversos produtos e equipamentos armazenados.

Também ressalta que a exposição dos fios colocam os servidores em risco de acidente, precisando de reparos para garantir a segurança.

Fazendas e escritórios

Os servidores enfrentam péssimas condições de trabalho nos escritórios e fazendas da autarquia. O Incaper padece com intenso processo de sucateamento, com redução drástica de custeio; sem equipamentos de trabalho, como computadores, impressoras, GPS e gasolina; sem internet de qualidade; com unidades em péssimo estado de conservação; e com salário defasado.

A autarquia atua junto a agricultores familiares, contribuindo para o desenvolvimento da atividade, introduzindo mudanças tecnológicas nos sistemas produtivos, gerando sustentabilidade ambiental, econômica e social no campo.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
E o Homero, hein?

Defender o ex-marido da médica Milena Gottardi deve custar profundos arranhões a Homero Mafra

OPINIÃO
Editorial
Um Estado que mata suas mulheres
Crime da médica Milena Gottardi chama atenção para os casos de feminicídios, que fazem do ES um dos estados mais violentos do País para as mulheres
Piero Ruschi
ES: um inferno promissor economicamente moldado
Discursos empresariais e políticos são carregados de conotações sustentáveis, mas a verdadeira sustentabilidade não está incluída no planejamento econômico
Renata Oliveira
PSDB repete PT
A possibilidade de uma manobra no ninho tucano para eleger quem Hartung quer lembra a eleição do PT no inicio do ano
Gustavo Bastos
O Diabo é o pai do rock
Um fenômeno que envolve satanismo no rock e na música é a prática de rodar os discos ao contrário
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

PSDB repete PT

A doença da intolerância

Governo nomeia 30 auditores fiscais do concurso de 2013

E o Homero, hein?

Projeto revive o Melpômene, um dos teatros mais importantes da história capixaba