Seculo

 

Movimento oculto


12/09/2017 às 11:09
Um movimento dentro da área da Arcelor Mittal paralisou as atividades durante toda a manhã dessa segunda-feira (11). O movimento foi coordenado supostamente pelo Sindicato da Construção Civil (Sintraconst). Supostamente, porque o sindicato não assume a ação. Uma estratégia nova que causa surpresa a quem acompanha a história do movimento sindical. 
 
Diante do desgaste do movimento sindical, algumas entidades parecem estar se escondendo em movimentos ocultos. Há realmente uma investida dura da direita, que tentam desqualificar a luta de classes e atingir os sindicatos, para enfraquecer a luta e as garantias dos trabalhadores, precarizando o trabalho e explorando a mão de obra em favor do lucro do patrão. 
 
Mas isso não é motivo para que o movimento sindical se esconda, muito pelo contrário. Se durante a ditadura militar, os sindicatos enfrentaram uma luta muito mais sangrenta, atuando na clandestinidade, em favor da democracia, o movimento hoje vai se calar diante da investida da direita? Vai o movimento permitir que os direitos dos trabalhadores escorram pelo ralo pelo medo da crítica?
 
Não foi para isso que muitos companheiros lutaram pela democracia no passado. Não foi para isso que muito sangue foi derramado para os direitos dos trabalhadores fossem conquistados. É inadmissível a ideia de um sindicato se esconder em um movimento de luta, tentando fazer transparecer que os protestos são voluntários dos trabalhadores, ou seja, sem a coordenação da entidade. 
 
Não dá para aceitar que os sindicatos se acovardam diante dos ataques da direita e se escondam nas sombras, atrás do trabalhador. Por comodidade no período democrático, o movimento sindical não fortaleceu a democracia, não investiu na formação política e  não colocou em prática a plataforma de luta para garantir a permanência de todas as conquistas dos trabalhadores. 
 
Agora, depois do golpe, em vez de o movimento tomar a frente de um enfrentamento à direita, prefere se omitir, deixando o trabalhador e a sociedade ao deus-dará. Isso não é papel do sindicato. Isso é um papelão.
 
Saia da sombra, sindicato!

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Rabiscos eleitorais

Articuladores já fazem suas contas de 2018. Entre os deputados considerados reeleitos, está quase toda bancada do PMDB, incluindo Erick Musso. Mas, antes, terá que colocar um ''bonde'' pra correr

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Hartung reforça interesse em projeto nacional nas eleições de 2018

Manifesto denuncia ameaças a lideranças mobilizadas contra agrotóxicos em Boa Esperança

Fundação Renova é multada e Samarco/Vale-BHP vira alvo de mais uma ação civil pública

Morre Chico Flores

Trabalhadores encerram Greve em Brasília e Jejum nos estados