Seculo

 

Só piora


12/09/2017 às 19:00
Os deputados estaduais já elegeram seus alvos preferidos do secretariado do governo Paulo Hartung. Não por coincidência, virtuais candidatos da disputa de 2018 à Assembleia Legislativa e até mesmo à Câmara dos Deputados. Começou com Max da Mata (PSD), que já perdeu o comando da pasta estadual de Esportes, parou em Octaciano Neto (Agricultura), alvejado constantemente em plenário, chegando agora com tudo em Vandinho Leite (Ciência e Tecnologia) e Ênio Bergoli (Departamento de Estradas de Rodagem do Espírito Santo - DER). À medida que a lista aumenta, porém, baixa o nível dos discursos. Como registrado na sessão desta terça-feira (12) da Casa, marcada pela crítica fora do tom e em bloco, com acusações e ofensas pessoais, feitas principalmente por Enivaldo dos Anjos (PSD), Euclério Sampaio (PDT) e Gilsinho Lopes (PR). Antes, era nítida a percepção de que os secretários não tinham a intenção de reagir à ofensiva, certamente, uma determinação de Hartung. Mas, diante desse contexto cada vez mais pesado, até quando irão engolir a seco tamanho bombardeio? É esperar pra ver.
Só piora II
No caso de Vandinho, os deputados estão pé da vida com os cursos oferecidos por sua secretaria, o OportunidadES. Ele foi acusado de compra de votos, de forjar cursos “meia-bocas”, de “secretário porcaria”, traidor, de falar mal de deputados...“suave”, hein? 
Só piora III
Já Ênio Bergoli provocou a ira a alguns deputados por ter anunciado nesse final de semana, em Itaúnas, Conceição da Barra (norte do Estado), onde ocorreu um Festival Gastronômico, a ordem de serviço para o asfaltamento da estrada de terra de acesso à vila de pescadores. Gilsinho Lopes chegou ao ponto de mostrar um vídeo de Ênio, Octaciano e o prefeito Francisco Chicão (PSDB), com o seguinte comentário: “já deveriam ter tomado uma”. Aí não...
Só piora IV
Aliás, virou comum na Assembleia, também, pedir prisão de secretário e acusar de crime. Até a disputa do próximo ano, promete.
Só piora V
Além de Enivaldo, Euclério e Gilsinho, entraram no bolo Eustáquio de Freitas (PSB) e Bruno Lamas (PSB), o deputado diretamente afetado pelas condições eleitorais de Vandinho, que tem, como ele, reduto eleitoral na Serra.
Piada
O interessante é que os deputados se referem ao governador Paulo Hartung como se ele fosse um desavisado das movimentações dos seus próprios secretários. Bem mais fácil “bater” neles do que no “mestre”.
Ameaças
Do jeito que a situação está, no mercado político já há quem aposte em ataques sob encomenda. Ano pré-eleitoral, todo mundo querer garantir o seu! 
Prioridades
Por falar em Hartung, o governador mexeu no orçamento para garantir mais um retoque à imagem de sua gestão. Tirou dinheiro que seria destinado ao pagamento de sentenças judiciais e remanejou para bancar divulgação institucional. Mais R$ 3,8 milhões, numa conta que já se perde de vista.
Assunto proibido
Próximo da realização do ato da sociedade civil contra a poluição do ar da Vale e ArcelorMittal, no próximo domingo (17), na Praia de Camburi, o vereador da Serra, Fábio Duarte (PDT), e de Vila Velha, Osvaldo Maturano (PRB), resolveram, enfim, se posicionar sobre o grave problema que afeta há décadas os moradores da região metropolitana. Pronunciamentos foram feitos nessa segunda-feira (11), em coro à demanda das entidades reunidas na Juntos – SOS Espírito Santo Ambiental.
Assunto proibido II
Fábio Duarte cobrou que as exigências para garantir a redução das emissões de poluentes sejam incluídas nas condicionantes dos licenciamentos ambientais. Já Maturano criticou a intenção das empresas de assinar um novo termo de compromisso, que até hoje não resultou em melhorias para a população, e defendeu o “termo de compensação”, sob ameaça de não receberem novas licenças. Mas, além das empresas, faltou mirar no governo do Estado. Quem vai encarar?
Nas redes
“123 mortes em 2017. Até quando ECO 101? Até quando?”. (Deputado estadual Da Vitória – PDT – no Facebook).
PENSAMENTO:
“O intelecto nunca descansa até conseguir audiência”. Sigmund Freud

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Revoada tucana

Que a saída de Majeski do PSDB é iminente, não há dúvida. Mas circula que os tucanos contrários ao projeto de Colnago pensam em bater asas com ele

OPINIÃO
Renata Oliveira
Solidão sem fim
A oposição de Majeski na Assembleia não encontra coro entre os pares, nem no grupo arredio
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Ministério Público vai destinar mais R$ 700 mil a gastos com terceirizados

Prefeitura de Vitória perde mais uma contra ocupantes do Santa Cecília

Movimento nacional para ser vice abre nova janela de oportunidade para Hartung

Seminário debate formas de erradicar o trabalho infantil

Eleição da nacional alimenta divisão no PSDB capixaba