Seculo

 

Estado terá que indenizar motociclista que sofreu acidente em rodovia


12/09/2017 às 19:14
O 2º Juizado Especial Cível, Criminal e da Fazenda Pública de Aracruz (região litoral norte) condenou o Estado do Espírito Santo e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES) a indenizarem, solidariamente, em R$ 3,9 mil, um motociclista que sofreu um acidente que teria sido causado por um buraco em uma rodovia estadual. Para o juiz  do caso, a autarquia teria o dever de fiscalizar a via onde ocorreu o acidente.

Segundo sentença, ficou demonstrado nos autos que “o acidente ocorreu em razão de buraco na rodovia estadual, o que deveria ser de conhecimento da ré, sem que tivessem sido tomadas providências para consertar o defeito ou, ao menos, sinalizá-lo”. Para o magistrado, o responsável pelo processo, o DER tem o dever de fiscalizar a prestação de serviço, bem como garantir a segurança dos cidadãos durante a execução de reformas.

Ainda de acordo com a sentença, o requerido não juntou aos autos provas de que houve negligência do requerente ao passar pela rodovia. “No mais, é certo que não se pode exigir dos cidadãos que conduzam seus veículos desviando dos inúmeros buracos existentes nas pistas das rodovias malconservadas pelo Poder Público ou por se encontrarem em obras, como no presente caso”, destacou o magistrado.

Segundo uma testemunha ouvida no processo e que trabalhava na mesma escola do autor da ação, ela saiu do local de trabalho depois do mesmo e se deparou com ele já acidentado. Disse, ainda, “que a moto estava muito danificada e sem condições de trafegar, que o requerente se machucou nos braços e nas pernas”. O magistrado entendeu, então, que os danos materiais devem ser ressarcidos em R$ 938,75, referentes ao reparo no veículo do autor.

Com relação aos danos morais, o juiz fixou no valor de R$ 3 mil, destacando: “Entendo que, in casu, o dano moral restou configurado, pois não restam dúvidas que os danos causaram perturbações de ordem psíquica, configurando, portanto, danos morais passíveis de indenização”, concluiu o magistrado.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
E o Homero, hein?

Defender o ex-marido da médica Milena Gottardi deve custar profundos arranhões a Homero Mafra

OPINIÃO
Editorial
Um Estado que mata suas mulheres
Crime da médica Milena Gottardi chama atenção para os casos de feminicídios, que fazem do ES um dos estados mais violentos do País para as mulheres
Piero Ruschi
ES: um inferno promissor economicamente moldado
Discursos empresariais e políticos são carregados de conotações sustentáveis, mas a verdadeira sustentabilidade não está incluída no planejamento econômico
Renata Oliveira
PSDB repete PT
A possibilidade de uma manobra no ninho tucano para eleger quem Hartung quer lembra a eleição do PT no inicio do ano
Gustavo Bastos
O Diabo é o pai do rock
Um fenômeno que envolve satanismo no rock e na música é a prática de rodar os discos ao contrário
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

PSDB repete PT

A doença da intolerância

Governo nomeia 30 auditores fiscais do concurso de 2013

E o Homero, hein?

Projeto revive o Melpômene, um dos teatros mais importantes da história capixaba