Seculo

 

Equilibrista


13/09/2017 às 19:08
A polêmica da relatoria da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS no Congresso Nacional, que expôs embate entre o deputado federal Carlos Marum (PMDB-MS) e o senador Ricardo Ferraço (PSDB), acabou tocando num ponto que em muito tem a ver com a atual situação política do tucano no Espírito Santo. Em reposta ao pedido de Ferraço de desligamento da comissão, como protesto à escolha de Marum para a relatoria, o deputado ironizou, ao jornal O Globo: “Esta CPI não é lugar para murista”. Marum fez outras críticas a Ferraço, que o acusou de assumir a função para garantir os interesses do presidente Michel Temer na investigação, mas a questão do muro foi, sem dúvida, providencial para o cenário local. Principalmente, por aparecer em meio à nova movimentação que delimita o território entre o governador Paulo Hartung e a senadora Rose de Freitas (PMDB). É exatamente em cima desse muro que Ferraço está há tempos, atrás de garantias para a disputa à reeleição em 2018. O tucano ora aparece em solenidades com um, ora com outro, numa jogada que parece tentar levar os dois na maciota, sem marcar posição. Só que esse muro onde Ferraço se equilibra, está cada vez mais estreito. Logo, logo terá que pular para um lado. Qual será?
Equilibrista II
Do lado de Rose, bom lembrar, já deve estar o deputado estadual Theodorico Ferraço (DEM), de braços abertos, chamando: vem, filho! O demista, até segunda ordem, não se mistura mais com Hartung.
Na cadeira
Já o afastamento entre Hartung e o senador Magno Malta (PR) também é evidente no mercado político, mas algumas lideranças ainda desconfiam do grau desse rompimento. O termômetro seria a permanência de aliados de Magno em cargos do governo. O que mais chama atenção é o assessor especial do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado (DER-ES), Charles Jean Lopes Justino. Ele disputou a eleição de deputado federal em 2014 pelo PR e, inclusive, foi citado recentemente na lista dos políticos do Estado que receberam doações da JBS – R$ 20 mil. 
Não perde uma
Por falar em Magno, ele já correu para tentar sair como o salvador da nação na polêmica da exposição Queermuseu, cancelada pelo Santander. O senador anunciou que irá convocar os principais envolvidos na organização da mostra para depor na recém-criada CPI dos Maus Tratos Infantis. Em tempo: promotores do Rio Grande do Sul – estado da exposição - que atuam na área da Infância e Adolescência estiveram no local e afastaram qualquer indício de crime e pedofilia. 
Escolta coletiva?
Um dia depois de falar poucas e boas para os empresários da ECO 101 no plenário da Assembleia, Enivaldo dos Anjos (PSD) voltou ao mesmo discurso nesta quarta-feira (13), porém, pedindo que a Presidência da Casa envie ofício ao secretário de Estado de Segurança, André Garcia, para que garanta “suporte” aos parlamentares mobilizados na causa contra a concessionária. Alertou para a contratação de pistoleiros, denunciou ameaças, e até risco de “assassinato de deputados que combatem empresas poderosas”. Hun, sei não...mas defina “suporte”, deputado?!
Tudo é festa
Os 50 anos da Cesan são palco de um oba-oba daqueles na Assembleia na noite desta quarta. A sessão solene, convocada pelo engenheiro aposentado da companhia, deputado estadual Esmael Almeida (PMDB), fará a entrega da Comenda Ambientalista Paulo César Vinha, criada para homenagear personalidades ou entidades que atuem na valorização do meio ambiente, na defesa dos recursos naturais e nas lutas de preservação ambiental. Quem está na lista, quem?
Não faz jus
O governador Paulo Hartung, que certamente será a “estrela” da noite. Agora pensa no histórico dele na área ambiental e nas relações promíscuas que mantém há décadas com as grandes poluidoras do Estado...Paulo César Vinha, esse sim um símbolo da luta ambiental, não deveria ter sua memória traída dessa maneira. E olha que tem mais...
Não faz jus II
Entre os outros homenageados sem qualquer mérito na área ambiental, mas  incluídos no oba-oba político, destaque para o ex-prefeito de Vila Velha e atual secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, Rodney Miranda (DEM). E qual foi, afinal, a contribuição de Rodney que justifique o recebimento da Comenda? 
Tudo em casa
Para completar, tem o ex-procurador-geral do Estado, Rodrigo Rabello, o presidente da Cesan, Pablo Ferraço Andreão, também homenageados com a Comenda. Já na lista dos que receberão certificados, o diretor da Cesan, Paulo Ruy Carnelli, a também diretora Sandra Sily, e o conselheiro do Tribunal de Contas, Sérgio Borges. 
Nas redes
“Solidariedade e respeito a dor alheia não necessitam de holofotes”. (Deputado estadual Sérgio Majeski – PSDB – no Facebook).
PENSAMENTO:
“A partir de certa idade, a glória chama-se desforra”. Georges Bernanos

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Casa, comida e roupa lavada'

Luciano Rezende arrasta as asas do PPS novamente para Da Vitória e Sergio Majeski, atrás de firmar casamentos eleitorais

OPINIÃO
Editorial
‘Homo hartungus’
As preocupações com o meio ambiente ecoam em todo o mundo. Menos no Palácio Anchieta...
Piero Ruschi
'Santo graal de Augusto Ruschi'
Fórmula eficaz para conservar o meio ambiente utilizada pelo cientista tem a seriedade como um de seus ingredientes mais basais
JR Mignone
Mais uma campanha
A campanha deste ano será diferente, menos enjoativa, menos abrangente nas mídias de rádio e TV, mas com muitas acusações e apelos ridículos
Roberto Junquilho
A hora de Colnago
Atuação do vice se assemelha à autêntica movimentação de campanha eleitoral. Ele roda o Estado, faz entregas e vai sedimentando o caminho
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Admirável mundo novo
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Jardim Camburi ganha sua segunda feira orgânica

Grupos folclóricos agitam Itaúnas nessa semana

‘Não vou caminhar com o governador nem ao lado de quem ele apoiar’

A hora de Colnago

Municípios terão até abril de 2019 para elaborar seus planos de mobilidade urbana