Seculo

 

Um raio chamado Ciro


03/10/2017 às 13:08
Segundo o jornalista Rogério Medeiros, o ex-governador Renato Casagrande (PSB) teve ao longo de sua história relances de sorte. Ele diz que no caso do socialista, o raio caiu duas, três, quatro vezes no mesmo lugar. Assim Casagrande virou vice-governador, senador, governador... E não é que o raio pode cair novamente no mesmo lugar!
 
Pelo menos o raio Ciro Gomes, pode cair pela segunda vez no colo de Casagrande. Embora em 2010 o governador Paulo Hartung (PMDB) tenha aparecido na mídia capixaba como grande articulador de uma mudança na cabeça de chapa palaciana, o jornal Valor Econômico havia revelado a ação em nível nacional. PT, PMDB, PDT e PSB haviam costurado um acordo nacional para que Ciro Gomes saísse da disputa presidencial, apoiando Dilma Rousseff. 
 
Em contrapartida, os demais partidos apoiariam candidaturas socialistas em seis estados, incluindo o Espírito Santo. Daí a manobra para tirar Ricardo Ferraço da disputa ao governo e a adesão à candidatura de Casagrande pelo palanque palaciano. 
 
Bom, dizem que Hartung sabia com antecedência da trama, avisado pelo então ministro de Lula, Zé Dirceu, mas nada fez para tenta salvar a candidatura de Ricardo Ferraço. Mas isso é outra história. 
 
Agora a movimentação é diferente. Ciro propõe que os partidos apóiem sua candidatura em detrimento da saída do PDT do jogo local em vários estados. Como Casagrande faz parte da cúpula socialista está participando efetivamente das conversas nacionais. E isso reflete na movimentação local. 
 
Diferentemente de Hartung, que tenta entrar no jogo nacional, mas acabou como um peão no jogo pesado entre o presidente Michel Temer (PMDB) e o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM), Casagrande é um player importante no PSB nacional. No Estado, o socialista segue sua aproximação com a senadora Rose de Freitas (PMDB) e, caso Hartung saia mesmo do PMDB, essa aproximação deve se aprofundar. 
 
Independentemente de qual será o palanque de Casagrande, ele abre possibilidades de articulações sempre ligadas aos palanques nacionais, que pode favorecer um fortalecimento de Casagrande no jogo estadual. 
 
Fragmentos:
 
1 – Entrou na pauta da Assembleia Legislativa o Projeto de Resolução nº 047/2017, de autoria da Mesa Diretora, que cria a Procuradoria Especial da Mulher, alternado a Resolução nº 2.700, de 15 de julho de 2009 e dá outras providências.
 
2 – E a implantação do programa Escola Viva continua gerando polêmica Estado afora. Nessa segunda-feira (2), o presidente da Comissão de Educação da Assembleia, Rodrigo Coelho (PDT) participou de uma audiência em Boa Esperança para tentar defender a implantação do projeto na cidade.  
 
3 – O evento foi proposto pelo deputado Padre Honório (PT) a pedido dos membros da comunidade escolar do Centro Estadual de Educação Rural de Boa Esperança (Ceier) que promove a educação no campo e está preocupada com as mudanças que virão com o Escola Viva.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

O poder político mudou de domicílio

Perfil de Marcelo Santos, um viciado governista, não interessa a PH no Tribunal de Contas. Mas, sim, um aliado fiel para todas as intempéries

OPINIÃO
JR Mignone
Sessão nostalgia
Músicas do passado continuam soberanas, encantando novos ouvintes e matando a saudade dos mais velhos
Geraldo Hasse
Aprimorando a arte das panacéias
Proliferam nas ruas os vendedores de panos de prato a 10 reais por meia dúzia
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

O poder político mudou de domicílio

Polêmico projeto da Marina de Vitória é tema de audiência pública na Câmara