Seculo

 

Fogo no palheiro


05/10/2017 às 13:23
A filiação do secretário de Agricultura Octaciano Neto e do diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado (DER) Enio Bergoli ao PSDB na noite de terça-feira (3) está causando muito desconforto no ninho tucano. Mas também deve reverberar no plenário da Assembleia na próxima semana. E a coluna não está se referindo ao desentendimento com o deputado Sergio Majeski, que criticou a manobra do vice-governador César Colnago para promover as filiações.
 
Um grupo de deputados tem se revezado na tribuna da Assembleia para centrar fogo em Octaciano Neto, Bergoli e no secretário de Ciência e Tecnologia Vandinho Leite. Todos agora, correligionários e aliados do vice-governador Cesar Colnago. Agora ficou clara movimentação palaciana para fortalecer os partidos e as lideranças que o governador Paulo Hartung (PMDB) vai querer por perto na disputa eleitoral do ano que vem. 
 
Será mesmo que os deputados vão continuar nessa de dizer que o governador não sabe do movimento de seus secretários? Vão querer mesmo acreditar que esse movimento de filiação não tem o aval do governador? Será que os deputados ainda acreditam que Hartung vai voltar a abraçá-los e tentar alavancar suas candidaturas no ano que vem? Se acreditam nisso, estão redondamente equivocados. 
 
O movimento de terça-feira mostra que Hartung tem um projeto político para o próximo ano, pautado em entregas que podem ser feitas por ele ou por seus secretários em seu nome. Com isso tenta aproximar o Palácio Anchieta do eleitor e capitalizar eleitoralmente com isso. Coisa que os deputados estaduais não conseguem mais fazer. O desgaste da classe política é grande e os agentes públicos com vários mandatos não atraem o eleitor. 
 
Mas secretários, que agora estão indo para a política, atraem. Neste sentido, Hartung coloca suas melhores peças no tabuleiro e observa quem vai lhe trazer o melhor resultado. Quanto aos deputados, o que resta é espernear. 
 
Fragmentos
 
1 – Do deputado estadual Sérgio Majeski sobre a aprovação do fundo para campanha pelo Congresso Nacional. “CN [Congresso Nacional] ao aprovar, ontem, o fundo de campanha eleitoral com dinheiro público, mais uma vez cospe na cara da sociedade, e com os argumentos utilizados por deputados e senadores chama uma nação inteira de idiota”.
 
2 – Aliás, quando se observa a movimentação em Fundão, em relação à questão do lixo e a suposta relação com o candidato impugnado Anderson Pedroni (PSD), observa-se que essa história de financiamento público é história para boi dormir. 
 
3 – De saída do cargo, o prefeito interino de Fundão, Eleazar Ferreira (PCdoB) assinou o projeto de lei para aumento do ticket alimentação, atualmente o valor é de R$ 250,00, e a nossa proposta será elevado para R$ 300,00, outra alteração será a concessão do ticket para o servidor em gozo de férias.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Próximos capítulos

Com Colnago no comando, dá para imaginar como ficaria o PSDB em 2018, inserido no projeto de Hartung...mas e se Max Filho levasse o pleito, como seria a relação do partido com o governador?

OPINIÃO
Piero Ruschi
O ‘Santo Graal’ de Augusto Ruschi
Eventos recentes de desrespeito ao Museu Mello Leitão, camuflados sob a criação do INMA, ressuscitam episódios históricos lamentáveis
Renata Oliveira
Uma nova bandeira se ergue
O programa de combate à violência contra a mulher leva o governador Paulo Hartung a nova narrativa para 2018
Gustavo Bastos
O verão do amor e o movimento hippie
O que representava o movimento hippie como tal era a utopia
Geraldo Hasse
As abelhas e o Agro
Alguns líderes se dão conta da mútua dependência entre animais e plantas
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Algo de novo no ar
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

As abelhas e o Agro

'Refiliação' de secretário aumenta tensão no PSDB

Sessão solene de homenagem a professores é marcada por protesto

Uma nova bandeira se ergue

Bancada apresenta R$ 1,4 bi em emendas para o Espírito Santo