Seculo

 

Ferroviários dão início à campanha salarial dos empregados da Vale


06/10/2017 às 16:50
Os empregados da Vale iniciaram formalmente a Campanha Salarial Unificada 2017/2018 nesta quarta-feira (4), com a primeira rodada de negociações em Belo Horizonte, Minas gerais. O Sindicato dos Ferroviários do Espírito Santo e Minas Gerais (Sindfer) representa os trabalhadores do Estado nas mesas de negociação ao lado do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Ferro e Metais Básicos (Metabase) Itabira, Metabase Rio, Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias do Maranhão (Stefem-MA) e Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Prospecção, Pesquisa, Extração, Beneficiamento, Operações Portuárias de Movimentação, Estocagem e Embarque de Minérios no Rio de Janeiro (Sindimina-RJ).

A pauta tem mais de 50 reivindicações e, na primeira reunião, os sindicatos garantiram da Vale o compromisso de não fazerem nenhuma alteração no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) à luz da Reforma Trabalhista, que deve entrar em vigor ainda em 11 de novembro.

A cláusula 27 do acordo proposto funciona como salvaguarda das categorias à Lei 13.467/17, que vai implementar a reforma, impedindo que os direitos adquiridos sejam ameaçados pela nova legislação.

Os representantes dos sindicatos na mesa de negociação também conseguiram garantir a data-base da categoria para o dia 1 de novembro e que se estenda até o dia 30 do próximo mês a vigência do atual ACT. A medida é considerada inédita, já que a reforma estabelece que cláusulas de acordos coletivos não assinados até a data-base são sem efeito.

A próxima reunião entre representantes dos sindicatos e da Vale será nos dias 17 e 18 outubro, também em Belo Horizonte. As reivindicações das categorias foram construídas diretamente com os trabalhadores através de pesquisas ou em assembleias, e também sugeridas pelas entidades que fazem parte da mesa de negociações. A expectativa é que a Vale, diante dos recordes de lucro, atenda aos pleitos econômicos e sociais. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Tapa na cara'

Na semana do Dia do Professor, os homenageados da Assembleia: Hartung, Haroldo Rocha e a vitrine Escola Viva. É mole ou quer mais?

OPINIÃO
Editorial
Ajuste fiscal, a 'isca' do negócio
Hartung tem feito publicidade nacional para mostrar que o ES é o novo paraíso para investidores. Esconde, porém, os problemas internos, que não são poucos
Renata Oliveira
Hartung fica?
O tempo passa e nada de Hartung deixar o PMDB. Já tem gente apostando que ele não sai do partido
JR Mignone
Meio a meio
Seria esta a solução para ter uma programação de rádio com a participação de emissora de fora?
Geraldo Hasse
Está começando o ano 2018
Tudo indica que o único evento positivo do próximo ano será a Copa do Mundo
Caetano Roque
Sindicalismo unilateral
O processo de debate no movimento sindical deve ser participativo, mas não é isso que vem acontecendo no país
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Algo de novo no ar
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

'Tapa na cara'

Está começando o ano 2018

Ricardo Ferraço tenta construir imagem de ficha limpa e prega tolerância zero à corrupção

Mais veneno para o Espírito Santo

Ajuste fiscal, a 'isca' do negócio