Seculo

 

Tribunal de Justiça mantém condenação de ex-prefeito de Alegre


12/10/2017 às 19:48
A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado (TJES) manteve a condenação do ex-prefeito de Alegre (região sul), José Carlos de Oliveira, o Caléu, e de seu vice Rubens Moulin Tannure, de ressarcimento ao erário de R$ 70 mil oriundos de transação fraudulenta com créditos fiscais no ano de 2000. No julgamento realizado no último dia 19, o colegiado manteve a sentença de primeira instância que considerou os valores repassados pelo tesoureiro da campanha do ex-governador Raimundo Benedito de Souza, o Bené, como verbas públicas.

Para o relator do caso (0023738-58.2014.8.08.0024), desembargador substituto Rodrigo Ferreira Miranda, os réus se beneficiaram da conduta criminosa praticada à época por diversos agentes públicos, afastando a tese de que os valores seriam de origem privada. Ele considerou que os valores referentes à transação com créditos de ICMS entre a Samarco e Escelsa eram provenientes do governo e que haviam sido negociados de forma fraudulenta. O relator destacou ainda que os recursos foram utilizados na campanha eleitoral de Caléu, eleito prefeito nas eleições de 2000.

“Em sendo assim, restando absolutamente provável a percepção de valores originados de atividade ilícita, pelo réu, em prejuízo ao erário, a hipótese dispensa a verificação do elemento subjetivo (dolo) do agente para a configuração do dano ao erário, sendo certo, por sua vez, que, in casu, os elementos de prova, inclusive, corroboram, substancialmente, para a sua existência”, completou Rodrigo Miranda, negando provimento aos recursos de apelação do ex-prefeito e de seu vice.

Na denúncia inicial, o Ministério Público Estadual (MPES) narra que os valores foram repassados por Bené como uma ajuda de custo na campanha eleitoral. O dinheiro teria sido depositado na conta pessoal de Rubens Tannure, sendo utilizado como “caixa dois” – já que os valores não foram declarados na prestação de contas entregue à Justiça Eleitoral. Em maio de 2015, o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Thiago Vargas Cardoso, julgou procedente a ação que visava o ressarcimento do dano ao erário, mesmo superada mais de uma década dos fatos.

Além do ressarcimento integral do valor corrigido, de forma solidária, os réus terão ainda que pagar R$ 10 mil a título de dano extrapatrimonial ao Estado. O voto do relator foi acompanhado à unanimidade pelo colegiado.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Rabiscos eleitorais

Articuladores já fazem suas contas de 2018. Entre os deputados considerados reeleitos, está quase toda bancada do PMDB, incluindo Erick Musso. Mas, antes, terá que colocar um ''bonde'' pra correr

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Hartung reforça interesse em projeto nacional nas eleições de 2018

Manifesto denuncia ameaças a lideranças mobilizadas contra agrotóxicos em Boa Esperança

Fundação Renova é multada e Samarco/Vale-BHP vira alvo de mais uma ação civil pública

Morre Chico Flores

Trabalhadores encerram Greve em Brasília e Jejum nos estados