Seculo

 

Justiça posterga decisão sobre suspensão das atividades noturnas da ArcelorMittal


12/10/2017 às 23:03
A Justiça estadual adiou o exame do pedido do Ministério Público Estadual (MPES) de suspensão das atividades noturnas na fábrica da ArcelorMittal Brasil (antiga Belgo) em Cariacica. Na ação civil pública (0016801-63.2017.8.08.0012), o órgão ministerial acusa a empresa de não cumprir as normas ambientais vigentes, gerando poluição sonora que afeta o meio ambiente, o sossego público e a saúde da comunidade vizinha. No entanto, o juiz Paulo César de Carvalho decidiu pela oitiva da empresa antes de decidir sobre o pedido.
O MPES pedia a concessão de liminar sem a oitiva da parte contrária – o que é permitido pela legislação em casos mais urgentes. Entretanto, o magistrado descartou que a oitiva da empresa possa tornar inócua ou ineficaz a medida liminar pretendida. “Não obstante os documentos que instruem a inicial, não vislumbro que a oitiva do Requerido, em prazo razoável, possa inviabilizar a análise do pedido liminar, sobretudo pelo fato de que as medições foram produzidas sem a participação efetiva do Réu”, ponderou.
 
Na denúncia inicial, o Ministério Público pedia a “imediata cessação de toda e qualquer atividade” na empresa, que envolva a utilização de suas máquinas, principalmente a Aciaria, bem como máquina de transporte de ferro e aço, no período de 22h até às 6hs, sob pena de multa diária. A ação civil pública foi motivada por denúncia da população vizinha da empresa, que funciona no bairro Jardim América.
 
De acordo com o MPES, o inquérito civil constatou um alto nível de ruído a partir das 21 horas, devido à utilização das máquinas da empresa. A ArcelorMittal Brasil terá o prazo de 15 dias para se manifestar, a partir da data de intimação da decisão assinada na última segunda-feira (9). O caso tramita na Vara da Fazenda Pública e Meio Ambiente de Cariacica desde o último dia 6.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook
Sem freio

Palestras, CPI, ''showmícios'' e até lançamento de disco. Quem para o casal Magno Malta e Lauriete?

OPINIÃO
Editorial
A Ponte da Discórdia
Terceira Ponte entra novamente no centro dos debates políticos em ano eleitoral. Enquanto isso, a Rodosol continua rindo à toa...
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Gustavo Bastos
Conto surrealista
''virei pasta para entrar mais fácil na pintura de Dalí''
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
Roberto Junquilho
A carne mais barata
A população de pessoas em situação de rua aumenta, como sinal de falência da gestão pública
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Hartung recebe alertas sobre gastos, publicidade e execução de programas em ano eleitoral

Ministério Público acusa superintendente do Ibama/ES de improbidade administrativa

Conto surrealista

Comunidade reforça que base da PM deve ser instalada na parte alta do Morro da Piedade

Sem freio