Seculo

 

Programação cultural do fim de semana


13/10/2017 às 09:27
1° Festival Caparaó Jazz e Blues
 
O 1° Festival Caparaó Jazz e Blues, no distrito de Patrimônio da Penha, em Divino de São Lourenço, começou nessa quinta-feira (12) e segue até domingo (15).  Nesta sexta (13), as atrações são Pedrinho Alcântara Trio, From Garage e Facção Caipira. No sábado (14), as bandas Ventaca, Sunrise Blues Band (foto) e Big Bat Blues Band agitam a noite. 
 
A programação do domingo (15) é diurna e conta com apresentação da Banda A Mesa e um show especial com vários músicos do festival.
 
Espetáculo O Quadro de Todos Juntos
 
Neste domingo (15), o Centro Cultural Sesc Glória recebe o espetáculo O Quadro de Todos Juntos, do grupo Pigmalião Escultura Que Mexe (MG). Com duração de 60 minutos, inicia com uma cena familiar, uma pose para um retrato, momento em que, por trás de uma imagem perfeita, a frágil estrutura se revela. Em que cada um de seus integrantes expõe seus mais íntimos e secretos desejos. 
 
Um encontro de família em que a realidade, o simulacro e o delírio confrontam-se em um quadro mais que verdadeiro. Um espetáculo perturbador em que máscaras e bonecos se misturam e criam a ilusão de serem feitos da mesma matéria: carne. 
 
Espetáculo O Que Restou dos Nossos Amores 
 
Desta sexta (13) a domingo (15), o Grupo Beta de Teatro apresenta O Que Restou dos Nossos Amores. A ditadura, o HIV, o amor entre as personagens Caio e Isabel e referências aos escritores Caio Fernando Abreu e Cacaso são elementos que, como vários fios de uma trama, se intercruzam e dão forma ao novo espetáculo do grupo.
 
A peça é livremente inspirada na vida e obra do escritor Caio Fernando Abreu e estruturada em dois atos, como os dois lados do vinil. O Lado A aborda o início da relação entre as personagens fictícias Caio e Isabel, e tem como contexto a ditadura militar pós-AI-5. O Lado B se passa quinze anos depois do último encontro do casal durante a ditadura afetiva surgida com o boom do HIV no Brasil, quando ainda não havia o medicamento AZT e a doença era conhecida como “câncer gay”.
 
Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória
 
A 13° edição do Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória acontece desta sexta-feira (13) até o dia 21, com peças nacionais, internacionais e locais com temáticas diversas e para todos os públicos. Nos oito dias de evento, serão realizadas 26 apresentações teatrais em vários pontos da Capital, além de oficinas, mostras de filmes, exposição, entre outras atrações.
 
A Companhia Razões inversas (SP) abre o festival com o espetáculo Agreste (foto) no Teatro Carlos Gomes. A entrada para os espetáculos é franca – exceto as apresentações no Sesc Glória – e os ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro, no dia do espetáculo, sempre uma hora antes do início da apresentação. Cada pessoa tem direito a dois ingressos. A programação completa do festival pode ser conferida aqui.
 
Serviço
O 1° Festival Caparaó Jazz e Blues segue até domingo (15) no Portal de Eventos, Patrimônio da Penha, Divino de São Lourenço. Ingressos à venda na portaria do evento ou no site Sympla. No domingo (15) a entrada será um quilo de alimento. Mais informações no perfil do festival no Facebook.
 
O Quadro de Todos Juntos será apresentado neste domingo (15), a partir das 19h, no Centro Cultural Sesc Glória. Avenida Jerônimo Monteiro, 1.000, Centro, Vitória. Ingressos: R$ 6 (inteira), R$ 3 (meia) e R$ 3,60 (conveniados e comerciantes). À venda na bilheteria.
 
O Grupo Beta de Teatro apresenta O Que Restou dos Nossos Amores nesta sexta (13), sábado (14) e domingo (15), sempre às 19h, na Má Companhia. Rua Professor Baltazar, 152, Centro, Vitória. Ingressos: R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira).
 
A 13° edição do Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória acontece desta sexta-feira (13) até o dia 21 nos teatros Carlos Gomes, Teatro Universitário, Centro Cultural Sesc Glória, além das apresentações do teatro de Rua, na Praça Costa Pereira, Centro. A entrada para os espetáculos é franca - exceto as apresentações no Sesc Glória. Ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro, no dia do espetáculo, sempre uma hora antes do início da apresentação. Cada pessoa tem direito a dois ingressos.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Tapa na cara'

Na semana do Dia do Professor, os homenageados da Assembleia: Hartung, Haroldo Rocha e a vitrine Escola Viva. É mole ou quer mais?

OPINIÃO
Editorial
Ajuste fiscal, a 'isca' do negócio
Hartung tem feito publicidade nacional para mostrar que o ES é o novo paraíso para investidores. Esconde, porém, os problemas internos, que não são poucos
Renata Oliveira
Hartung fica?
O tempo passa e nada de Hartung deixar o PMDB. Já tem gente apostando que ele não sai do partido
JR Mignone
Meio a meio
Seria esta a solução para ter uma programação de rádio com a participação de emissora de fora?
Geraldo Hasse
Está começando o ano 2018
Tudo indica que o único evento positivo do próximo ano será a Copa do Mundo
Caetano Roque
Sindicalismo unilateral
O processo de debate no movimento sindical deve ser participativo, mas não é isso que vem acontecendo no país
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Algo de novo no ar
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

'Tapa na cara'

Está começando o ano 2018

Ricardo Ferraço tenta construir imagem de ficha limpa e prega tolerância zero à corrupção

Mais veneno para o Espírito Santo

Ajuste fiscal, a 'isca' do negócio