Seculo

 

ECO 101 insiste em soluções cômodas para realizar duplicação


08/11/2017 às 10:33
Em reunião com a Comissão Externa de Fiscalização da BR-101 da Câmara dos Deputados, o diretor colegiado da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Sérgio Lobo, afirmou que os R$ 50 milhões em multas aplicadas pela agência contra a concessionária ECO 101 podem ser substituídas pela realização de obras de duplicação. O valor é resultado de processos administrativos abertos contra a empresa até 2017 por descumprimento do contrato.
No entanto, segundo o diretor da agência, a conversão das multas em obras integra os acordos em andamento entre agência e concessionária para a retomada das intervenções. 
 
A ECO-101 insiste em soluções cômodas para executar as obras de duplicação. Em audiência pública semana passada, a ANTT disse ter rejeitado a proposta de repactuação contratual em que a ECO 101 defendia a execução de apenas 44% das obras de duplicação previstas no contrato original e a implantação de terceiras faixas e contornos.
 
A comissão e o representante da ANTT reuniram-se nessa terça-feira (7). Os deputados Marcus Vicente (PP), coordenador da comissão, Lelo Coimbra (PMDB), Evair de Melo (PV), Helder Salomão (PT), Paulo Foletto (PSB) e Sérgio Vidigal (PDT) cobraram o plano de revisão quinquenal da ANTT e a instalação de balanças móveis para ampliar a fiscalização da rodovia e prevenir e reduzir os acidentes.
 
A comissão também cobrou uma solução negociada para a reserva de Sooretama, que não está incluída no projeto de duplicação, e que pode impactar de forma negativa na tarifa após a apresentação de soluções de intervenção na região.
 
Iconha

Em reunião promovida segunda-feira (6) pela Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa , moradores das comunidades de Itinga, Beira-Rio e Laranjeiras, em Iconha, e representantes ECO 101 debateram soluções para transtornos causados pela construção do Contorno de Iconha, que tirou o acesso dessas comunidades ao outro lado da rodovia.
 
A empresa apresentou a proposta de construção de dois retornos próximos aos acessos que existem atualmente em Beira-Rio e Itinga, que foi aceita pelos moradores. Em relação à comunidade de Laranjeiras, os moradores aprovaram a proposta de construção de três novas estradas laterais à pista do contorno. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

'Tem boi na linha'

Metendo-se no meio da disputa caseira entre Hartung e Casagrande, Rose de Freitas tem realmente alguma chance?

OPINIÃO
Editorial
As novas roupagens da censura
Os resquícios da ditadura militar ainda assombram a liberdade de expressão no País, estendendo seus tentáculos para o trabalho da imprensa
Eliza Bartolozzi Ferreira
Cada qual no seu lugar
As escolas fazem ciência; as igrejas doutrinação. Projeto Escola Sem Partido é, no mínimo, uma contradição de base do vereador de Vitória, Davi Esmael (PSB)
Erfen Santos
Sugestão Netflix – um filme necessário
Indicado ao Oscar, Strong Island supera a maioria dos documentários, por mesclar a experiência familiar com a crítica social
JR Mignone
A batalha
Não sei se posso dizer, mas ainda hoje me sinto um pouco frustrado com a nossa profissão. Sério!
Roberto Junquilho
Renovar o quê?
Os ''novos'' na política mantêm velhos conceitos e se agarram em grandes corporações empresariais
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Produtor rural teme uma tragédia na região da Barragem do Rio Jucu

Sicoob em Cariacica é processado por falta de acessibilidade

As novas roupagens da censura

Ufes sedia seminário do Dia Internacional contra a Tortura