Seculo

 

Prefeitura de Vitória busca novo imóvel para creche que viveu dias de intolerância


08/11/2017 às 18:17
A Prefeitura de Vitória vai realocar o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Professora Cida Barreto, que hoje funciona em área da Igreja Evangélica Batista de Vitória, em Pontal de Camburi. Em agosto, a creche sofreu um ato de intolerância religiosa que chocou a comunidade escolar da capital. Na ocasião, o pastor da igreja, João Brito, determinou a retirada de um painel feito por crianças com bonecas Abayomi, de origem africana. 
 
Brito qualificou as bonecas negras como “símbolo de macumba”. A prefeitura paga cerca de R$ 40 mil mensais pelo aluguel do espaço. 
 
A decisão da prefeitura atende a uma recomendação do Ministério Público Estadual (MPES). “A Prefeitura de Vitória informa que, em atendimento ao Ministério Público Estadual, procedeu, nesta quarta-feira, chamamento público para identificação de imóvel em Jardim da Penha para funcionamento do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Professora Cida Barreto”, informou a Secretaria Municipal de Educação (Seme), por nota.
 
No entanto, o Procedimento Preparatório registrado na 7ª Promotoria de Justiça corre sob sigilo. Segundo comunicado da secretaria, publicado no Diário Oficial do município desta quarta-feira (8), o imóvel deve ter cerca de 600 metros quadrados de área construída com, no máximo, dois pavimentos, entre outros requisitos. 
 
O painel foi resultado de aulas sobre as culturas africana e afro-brasileira, ministradas pela professora Eduarda Rossana, e integrava o programa institucional da escola chamado “Diversidade”. 
 
A palavra “abayomi” tem origem yorubá, idioma da família Níger-Congo de dois países africanos e é falado na parte oeste da África, principalmente na Nigéria, Benin, Togo e Serra Leoa. A boneca se originou na época da escravidão, quando mães que estavam nos navios negreiros as confeccionavam com o pano de suas saias, único disponível no navio, para entreter os filhos.
 
A atitude do pastor provocou um protesto realizado pela comunidade escolar da creche na Praça Regina Frigeri Furno em repúdio ao preconceito.
 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mais um 'lote'

Depois de conseguir o controle do PSDB e retomar o do DEM, Hartung se volta para um antigo aliado: o PDT

OPINIÃO
Piero Ruschi
Perseguição à honra de Ruschi
Infelizmente, de nada valeram meus 14 anos de contribuição mediante a minha postura de defender o Museu Mello Leitão, criado por meu pai
Renata Oliveira
Cidadãos ilustres
Assembleia deve tomar cuidado com suas medalhas, pois os homenageados de hoje podem ser os apedrejados de amanhã
Gustavo Bastos
Bancas de jornal
A banca de jornal, hoje, é um mundo que tem tudo
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
Caetano Roque
Agora é tarde
Não adianta a bancada fazer discurso a favor do trabalhador se ela votou quase à unanimidade a favor do impeachment
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Mais um 'lote'

Operação da Polícia Federal pune empresa que lançava esgoto in natura no Rio Doce

MPES quer reinclusão do fundador da Imetame em ação de improbidade

PDT realiza convenção estadual em dezembro de olho em 2018

Empresários já pressionam Câmara de Vitória por 'ajustes'