Seculo

 

Mudança de endereço de delegacias compromete notificação de crimes


11/11/2017 às 20:44
Apesar do aumento de crimes violentos em 2017 no Estado, a política de austeridade proposta pelo governo Paulo Hartung (PMDB) atinge diretamente a área de segurança pública, com o fechamento e transferência de delegacias. No município da Serra, o mais violento do Estado, quatro delegacias foram fechadas e transferidas para outros locais, a quilômetros de distância.

O fato aconteceu porque a prefeitura do município, no início deste ano, deixou de arcar com os aluguéis e o governo optou por transferir as delegacias para outras já existentes em vez de assumir as despesas de novas locações.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sindipol-ES) as delegacias de Serra Sede, André Carloni e Novo Horizonte foram fechadas e realocadas provisoriamente nas unidades regionais de Jacaraípe em Laranjeiras. Já a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), que funcionava em uma casa em Laranjeiras, foi transferida para o prédio em que já funcionou o Departamento de Trânsito (Detran) no município, no bairro Jardim Carapina.

A delegacia de Jacaraípe registra aproximadamente 500 boletins de ocorrência por mês e é responsável por uma circunscrição que engloba  24 bairros, uma média de 150 mil habitantes. O efetivo é enxuto, contando com seis policiais, sendo um delegado, que respondia por Novo Horizonte, dois escrivães e três agentes e investigadores. Do total de ocorrências, aproximadamente 40 viram inquéritos e, em média, 350 aguardam investigação.

Já a delegacia de Novo Horizonte, que foi incorporada à de Jacaraípe, registra cerca de 450 boletins de ocorrência por mês e já tem aproximadamente 40 inquéritos instaurados e outros 450 aguardando investigação.

Apesar de atender a uma circunscrição de 31 bairros, com uma média de 150 mil habitantes, a delegacia de Novo Horizonte foi transferida para outra unidade a 15 km de distância dificultando o acesso da população às unidades, gerando a subnotificação e contribuindo para o aumento de crimes.

No caso da Deam, a mudança de endereço também provocou a redução no registro de ocorrências em virtude da dificuldade logística e do índice de crimes que ocorrem na região de Jardim Carapina.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook
Sem freio

Palestras, CPI, ''showmícios'' e até lançamento de disco. Quem para o casal Magno Malta e Lauriete?

OPINIÃO
Editorial
A Ponte da Discórdia
Terceira Ponte entra novamente no centro dos debates políticos em ano eleitoral. Enquanto isso, a Rodosol continua rindo à toa...
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Gustavo Bastos
Conto surrealista
''virei pasta para entrar mais fácil na pintura de Dalí''
Geraldo Hasse
Caetano dá força a Ciro Gomes
O artista baiano se declara admirador do político cearense candidato a presidente
Roberto Junquilho
A carne mais barata
A população de pessoas em situação de rua aumenta, como sinal de falência da gestão pública
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Hartung recebe alertas sobre gastos, publicidade e execução de programas em ano eleitoral

Ministério Público acusa superintendente do Ibama/ES de improbidade administrativa

Conto surrealista

Comunidade reforça que base da PM deve ser instalada na parte alta do Morro da Piedade

Sem freio