Seculo

 

Cercado


14/11/2017 às 18:18
Oposição ao governador Paulo Hartung, vitória do vice-governador César Colnago e, agora, um convite formal a se retirar do PSDB, com a garantia de não perder o mandato. Se o deputado estadual Sergio Majeski passou o ano inteiro como um "estranho no ninho", a situação atual é insustentável e reascende, no mercado político, o debate sobre seu futuro partidário. A mudança é inevitável e o próprio Majeski sempre manifesta esse desejo. Mas qual seria sua nova "casa"? Tempos atrás, o deputado parecia com um pé na Rede, de Audifax Barcelos, porém, as variáveis do prefeito da Serra em relação a Hartung não oferecem qualquer segurança a Majeski. Outro partido que fez convite a ele foi o PPS, do prefeito de Vitória Luciano Rezende, que também entrou na rota do governador, com a chapa presidencial que seria formada pelo apresentador de TV, Luciano Huck (em conversas adiantadas com o PPS), e Hartung na vice. Porta aberta ao deputado chegou a ser aberta ainda pelo PV, que se mantinha fora da influência de Hartung, no longo período de Cidinéia Fontana à frente da sigla. Mas, logo depois da morte dela, o novo presidente, Fabrício Machado, baixou a guarda para o Palácio. O que sobrou, então? O PSB, do ex-governador Renato Casagrande. Aí vem outra questão. Majeski é cotado para uma disputa ao governo ou ao Senado. Com o "acerto" de Casagrande e a senadora Rose de Freitas (PMDB), teria espaço para o deputado alçar voos mais altos, mantendo seu posicionamento político? Não há caminho fácil!
Outro cenário
Pra você ver, se o prefeito de Vila Velha, Max filho, tivesse levado a disputa interna do PSDB, o deputado poderia virar o candidato ao governo do Estado pelo partido...
'Bronca'
A ida do secretário de Estado de Controle e Transparência, Eugênio Ricas, para a Diretoria de Combate ao Crime Organizado, da Polícia Federal, com a missão de "comandar a Lava Jato", é bom ou ruim para o ex-governador Renato Casagrande (PSB)? O socialista, como se sabe, está com pendenga por conta da investigação, ao contrário de Hartung, que se livrou do abacaxi rapidinho, rapidinho.
'Bronca' II
É que Ricas foi cedido ao governo do Estado a pedido de Casagrande, em 2013. Foi subsecretário de Justiça, secretário, e acabou absorvido por Hartung no terceiro mandato, depois da derrota do ex-governador. Já há quem diga: resta saber como foi o "divórcio" e se Ricas ainda tem alguma consideração pelo ex!
Lados opostos
Por falar na Rede e nas variáveis de Audifax, o prefeito está demais! Nessa segunda-feira (13), acendeu vela para Hartung, com quem pedalou em evento de inauguração de ciclovia no município que administra. Já nesta terça (14), foi a vez de acender vela para o deputado federal Givaldo Vieira (PT), por destinação de emenda para a Serra, também em solenidade. Cisca para todos os lados.
Contradição
No oba-oba da ciclovia, duas coisas chamam atenção na transmissão feita por Audifax nas redes sociais: todos andaram de bicicleta no meio da rua, puxados por Audifax e Hartung. E...o prefeito precisa treinar mais a condução da magrela!
Não mostra o jogo
Colatina, Água Doce do Norte...Casagrande não para! Toda semana, circula pelo interior, com palestras nas câmaras de vereadores. Mas e  2018?
Pé na estrada
Quem também não sai da estrada é o presidente regional do PT, João Coser. Últimas visitas foram em Linhares, Colatina, Alto Rio Novo e Baixo Guandu, onde escuta moradores e conversa com sindicatos. Comum, nessas andanças, surgir o nome de Hartung, como liderança a não apoiar na disputa do próximo ano. Coser, ao contrário de Casagrande, não esconde que é candidato a deputado federal.
'Imagina'...
O Psol noticiou ao Ministério Público Eleitoral a visita do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ao Estado, nesta terça, como instrumento de campanha eleitoral antecipada para Presidência da República. A Procuradoria Geral da República (PGR) ingressou com representação no mesmo sentido. Vem mais gente por aí!
'Coronel'
Na sessão desta terça, na Assembleia, lá pelas tantas, o deputado estadual Da Vitória (PDT) se dirigiu a Enivaldo dos Anjos (PSD) como "coronel". É, faz algum sentido.
Nas redes
"Pensando aqui! Algum músico vai se inscrever no Edital Mar de Miséria Cultural da PMV? Imoral e não Engorda!". (Músico Fábio Carvalho - no Facebook).
PENSAMENTO:
"Que Deus nos proteja dos santos!". Georges Bernanos

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mais um 'lote'

Depois de conseguir o controle do PSDB e retomar o do DEM, Hartung se volta para um antigo aliado: o PDT

OPINIÃO
Piero Ruschi
Perseguição à honra de Ruschi
Infelizmente, de nada valeram meus 14 anos de contribuição mediante a minha postura de defender o Museu Mello Leitão, criado por meu pai
Renata Oliveira
Cidadãos ilustres
Assembleia deve tomar cuidado com suas medalhas, pois os homenageados de hoje podem ser os apedrejados de amanhã
Gustavo Bastos
Bancas de jornal
A banca de jornal, hoje, é um mundo que tem tudo
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
Caetano Roque
Agora é tarde
Não adianta a bancada fazer discurso a favor do trabalhador se ela votou quase à unanimidade a favor do impeachment
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Mais um 'lote'

Operação da Polícia Federal pune empresa que lançava esgoto in natura no Rio Doce

MPES quer reinclusão do fundador da Imetame em ação de improbidade

PDT realiza convenção estadual em dezembro de olho em 2018

Empresários já pressionam Câmara de Vitória por 'ajustes'