Seculo

 

Trabalhadores da Vale aprovam contraproposta para fechamento do acordo coletivo


23/11/2017 às 14:51
Os trabalhadores da Vale no Estado aprovaram, nesta quarta-feira (22), a contraproposta da empresa para fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho 2017/18. As assembleias tiveram início na terça-feira (21) e, do total de 3,9 mil votos, 2,3 mil (58,8%) votaram pela aprovação e 1,6 mil (40,7%) foram contrários à proposta.

O acordo deve ser assinado ainda nesta quinta-feira (23) e em até dez dias será depositada a indenização de R$ 1,2 mil para cada trabalhador. Até o dia 1 de dezembro também deverão ser depositados créditos do cartão alimentação de dezembro, de R$ 717, e o adicional do 13º cartão, no mesmo valor.

A proposta consiste em 2,5% o reajuste nos salários e no tíquete alimentação, o que corresponde a 1,83% de reposição da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e 0,67% de ganho real. Depois da contraproposta Vale deu por encerrada as negociações da campanha salarial.

A empresa também elevou de R$ 800 para 1,2 mil a indenização inicial em virtude do confisco dos serviços de ortodontia e implantodontia, que serão garantidos a quem iniciar os tratamentos até o dia 30 de novembro. A Vale também manteve os demais itens econômicos, como reembolso do plano de saúde, piso salarial, auxílio-creche e babá com reajuste de 1,83%.

Participaram das negociações, além do Sindicato dos Ferroviários do Espírito Santo e Minas Gerais (Sindfer), o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Ferro e Metais Básicos (Metabase) Itabira, Metabase Rio, Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias do Maranhão (Stefem-MA) e Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Prospecção, Pesquisa, Extração, Beneficiamento, Operações Portuárias de Movimentação, Estocagem e Embarque de Minérios no Rio de Janeiro (Sindimina-RJ).

As negociações foram marcadas por repúdio a propostas anteriores, que não contemplavam ganho real nem avanços em pautas econômicas. As entidades que negociam apontavam que a mineradora, que alcançou lucro de R$ 7,1 bilhões no terceiro trimestre de 2017 – o que representa crescimento de 288% em relação ao mesmo período do ano anterior – apresentavam propostas não condizentes com esse lucro.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mesa aberta

Sergio Majeski não deve definir, agora, seu destino partidário. Mas já tem duas certezas: não fica no PSDB, nem aceita compor numa vice em chapa majoritária

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Manifesto denuncia ameaças a lideranças mobilizadas contra agrotóxicos em Boa Esperança

Fundação Renova é multada e Samarco/Vale-BHP vira alvo de mais uma ação civil pública

Morre Chico Flores

Com festa no Palácio Anchieta, governador sanciona lei de socorro aos municípios

Militares do Estado contestam governo Hartung em ADI protocolada no Supremo