Seculo

 

Os disputados


24/11/2017 às 16:36
No início da semana ventilou-se que o prefeito da Serra Audifax Barcelos (Rede) poderia disputar o governo do Estado e estaria conversando com o ex-governador Renato Casagrande (PSB), já que nacionalmente Rede e PSB conversam sobre 2018.
 
Nessa quinta-feira (23), o Valor Econômico aponta que há conversas avançadas entre o PSB e o PDT em nível nacional e que essas conversas poderiam ser replicadas no Estado. Paralelamente, o mercado político espera um movimento do deputado federal Sérgio Vidigal, no encontro do próximo dia 9 de dezembro, também se colocando à disposição para a disputa majoritária. 
 
Esses fatos merecem uma análise mais atenta porque são lideranças antagônicas em busca de espaço; e porque estão no segundo maior colégio eleitoral do Estado, que é a Serra (308 mil) – Vila Velha é o maior (322 mil), mas com a biometria deve sofrer um encolhimento do número de eleitores. No meio disso está Casagrande, que busca uma acomodação confortável para a eleição 2018.
 
É difícil acreditar que Audifax ou Vidigal venham a se aventurar em uma eleição majoritária em 2018. Audifax porque não teria o tamanho necessário para isso e acabou de ser reeleito prefeito da Serra. Vidigal porque também não tem musculatura para uma disputa ao governo do Estado, mas vigia de perto seu grande rival. 
 
O fato é a prefeitura da Serra é uma obsessão para essas duas lideranças e as disputas estaduais levam em consideração a disputa no município e como ela pode ser afetada por essas movimentações. Calha de os dois terem nas mãos, partidos que no campo nacional estão se movimentando no campo político de 2018. Se estão se colocando como candidatos majoritários hoje, seria para negociar a retirada dessas candidaturas mais à frente, conseguindo assim uma boa acomodação para eles e seus aliados. 
 
Calha também de os dois terem relações com Casagrande. O ex-governador ajudou muito na campanha de 2010 à Câmara dos Deputados quando Audifax Barcelos ainda era filiado ao PSB. Casagrande também foi secretario de Meio Ambiente de Vidigal tempos atrás. Isso facilita o trânsito do socialista com os dois, o que dificulta é que Casagrande não cabe em um projeto que contemple o grupo de Paulo Hartung, do qual está mais próximo Vidigal que Audifax, o que também não significa que o prefeito esteja descartado pelo Palácio Anchieta. 
 
Fragmentos:
 
1 – Neste domingo (26), às 7 horas, no Santuário do Bom Pastor, em Campo Grande, Cariacica, haverá uma missa pelos 10 anos da morte do ex-prefeito do município, Aloízio Santos, pai do vice-presidente da Assembleia Marcelo Santos (PMDB).
 
2 – Já confirmaram presença o governador Paulo Hartung, o deputado federal Lelo Coimbra; o presidente da Assembleia, Erick Musso, do secretário-chefe da Casa Civil, José Carlos da Fonseca Júnior, além de prefeitos e membros do Judiciário.
 
3 – Aloízio Santos foi deputado federal por três mandatos e prefeito de Cariacica por dois mandatos. O ex-prefeito era muito querido pela população do município.
 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mesa aberta

Sergio Majeski não deve definir, agora, seu destino partidário. Mas já tem duas certezas: não fica no PSDB, nem aceita compor numa vice em chapa majoritária

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Com festa no Palácio Anchieta, governador sanciona lei de socorro aos municípios

Militares do Estado contestam governo Hartung em ADI protocolada no Supremo

Os pequenos se movem

Vereador de Vitória aponta manobra para reduzir R$ 12 milhões da Educação em 2018

Greve vai parar ônibus da Grande Vitória na terça-feira, anuncia sindicato