Seculo

 

Privatização da Codesa entrou nas agendas políticas de Hartung e Rose e gerou ruídos


01/12/2017 às 13:04
O anúncio de que o governo federal desistiu da venda da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) desagradou os empresários capixabas que operam no Porto de Vitória. A notícia também aumentou o ruído na relação entre o governador Paulo Hartung e a senadora Rose de Freitas. A disputa política incutida na decisão foi bem definida porque as duas lideranças marcaram suas posições sobre o embate contra a privatização, mas com muitas trocas de farpas. 
 
Em abril, o governo federal anunciou que iniciaria os estudos para privatizar o porto de Vitória. Em agosto, a decisão ganhou força. Mas os estudos mostraram que seria inviável vender o porto neste momento. A Codesa tem vários passivos, como problemas em contratos, na questão Previdenciária, além de defasagem tarifária. Esses problemas fariam com que a companhia, se privatizada, fosse vendida a “preço de banana”, o que estaria atiçando investidores de ocasião. 
 
Do ponto de vista político, a situação desencadeou uma disputa de bastidores e trocas de acusações entre os grupos do governador e da senadora.  No dia 2 de outubro, em uma solenidade da Codesa, no Cais Comercial de Vitória, para anúncio da conclusão das obras de dragagem e derrocagem do Porto de Vitória, a senadora marcou sua posição contrária à privatização. Ela garantiu que brigaria contra isso no campo nacional, mesmo que precisasse chegar ao presidente Temer. 
 
Na ocasião, a senadora teria pedido a um assessor do deputado federal Lelo Coimbra, que avisasse ao peemedebista que o porto não seria privatizado, dando a entender que o parlamentar seria favorável à privatização. Lelo reagiu, afirmando que não havia essa possibilidade. Ao criticar Lelo, o movimento político da senadora também estaria mandando a indireta para o governador Paulo Hartung, que também reagiu à insinuação. 
 
No dia 11 de outubro último, Hartung convidou lideranças dos trabalhadores portuários do Estado para conversar sobre a possível  privatização. Na ocasião, o governador se comprometeu a buscar mais informações sobre o processo. Ele confirmou o foco do governo do Estado no porto de Barra do Riacho, em Aracruz. E que não havia conversa da parte dele em privatizar o Porto de Vitória. 
 
Mas o grupo do governador não ficou apenas na defensiva. Ventilou-se que os interesses de Rose de Freitas na não privatização da Codesa estariam ligados aos cargos que ela detinha na Companhia, mas isso ficou restrito aos bastidores. As trocas de farpas ficaram mais efetivas entre a senadora e o deputado federal. 
 
Com a decisão do governo federal, os dois acabaram ganhando pontos com os funcionários da Companhia, mas o ruído agora é o com o setor empresarial, que deve cobrar mais do governador, com quem tem relação mais estreita. Quanto às duas lideranças, as brigas políticas devem continuar dentro e fora do PMDB.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mesa aberta

Sergio Majeski não deve definir, agora, seu destino partidário. Mas já tem duas certezas: não fica no PSDB, nem aceita compor numa vice em chapa majoritária

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Com festa no Palácio Anchieta, governador sanciona lei de socorro aos municípios

Militares do Estado contestam governo Hartung em ADI protocolada no Supremo

Os pequenos se movem

Vereador de Vitória aponta manobra para reduzir R$ 12 milhões da Educação em 2018

Greve vai parar ônibus da Grande Vitória na terça-feira, anuncia sindicato