Seculo

 

Magno Malta acredita em seu eleitorado fiel para reeleição em 2018


02/12/2017 às 17:54
A solidão deve ser a companheira do senador Magno Malta (PR) na disputa ao Senado em 2018. O perfil dele e sua incompatibilidade no palanque de Paulo Hartung (PMDB) devem limitar a movimentação na busca pela reeleição.
 
Em meados do ano passado até o início deste ano, Malta chegou a se aproximar do colega de bancada Ricardo Ferraço (PSDB). Fizeram até algumas aparições juntos. Mas as movimentações do tucano o levaram para outro caminho. 
 
A solidão para Malta não seria novidade, já que em 2010, sua parceria com Ricardo Ferraço não foi correspondida. Houve uma articulação no palanque de Hartung, que  casou de forma indireta a candidatura de Ricardo com a da então candidata do palanque tucano, Rita Camata. A intenção do grupo de Hartung era impedir a eleição do republicano, mas não foi suficiente. Naquele momento, o senador tinha uma boa representatividade no Estado. 
 
Oito anos depois, a situação já não é tão boa. Malta tem mais público fora do Espírito Santo do que dentro. Além disso, seu partido tem desidratado, o que fez com que ele perdesse força política e o interesse do mercado. Mas ainda conta com um bom eleitorado conservador, que inflado por uma série de situações que estão sendo criadas por um grupo específico, pode dar ao senador a visibilidade que precisa. 
 
Mesmo assim, seu caminho para a reeleição, assim como o de Ricardo Ferraço, é difícil. Malta estaria conversando com o ex-governador Renato Casagrande (PSB) para buscar uma acomodação. Mas o grupo estaria buscando outra linha de disputa. Fala-se na tentativa de atração do deputado Sergio Majeski (PSDB) para o grupo, o que inviabilizaria, por uma questão de perfil, uma casadinha com Malta. Como Casagrande também é cotado para o Senado, a conta não fecha. 
 
Outro nome que Malta estaria buscando se aproximar é o apresentador de TV e deputado estadual Amaro Neto (SD), também cotado para o Senado. Mas como Amaro está ligado ao grupo de Hartung, o casamento também não daria certo. 
 
Para aumentar sua popularidade, Malta segue o trabalho na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus Tratos, que tem gerado, no mínimo, polêmica e rendido manchetes de jornal. Com isso, ele reforça o apoio de sua principal base, como fez com as bandeiras de eleições anteriores, como a CPI da Pedofilia e proposta de redução da maioridade penal. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Mesa aberta

Sergio Majeski não deve definir, agora, seu destino partidário. Mas já tem duas certezas: não fica no PSDB, nem aceita compor numa vice em chapa majoritária

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Com festa no Palácio Anchieta, governador sanciona lei de socorro aos municípios

Militares do Estado contestam governo Hartung em ADI protocolada no Supremo

Os pequenos se movem

Vereador de Vitória aponta manobra para reduzir R$ 12 milhões da Educação em 2018

Greve vai parar ônibus da Grande Vitória na terça-feira, anuncia sindicato